Diferenças entre o inglês americano e o britânico

Oi pessoal!

Já faz tempo que estou querendo escrever um post sobre isso, mas nunca sai do papel!

Como vocês sabem, fui Au Pair nos Estados Unidos por um tempão e, por isso, aprendi inglês americano, com sotaque americano, tudo americano. No Brasil, nos pouquíssimos meses de Wizard que fiz na vida, também aprendi inglês americano e por aí vai. Aí, arrumei um bofe britânico, casei com o gato e me mudei pro Reino Unido. Já faz 1 ano e meio que moro na Inglaterra e ainda fico impressionada com o tanto de coisas que aprendo em relação à língua!

Inocente que sou, pensava que a diferença entre os dois “ingleses” era só o sotaque chique e a pronúncia de algumas palavras, mas não é, minha gente! Não se iludam com essa bobagem! É um novo dialeto, uma nova cultura, uma nova vida… e muito bullying sofrido se você chega aqui com sua ginga pseudo-californiana perguntando onde tem uma trash can pra você jogar fora sua can of soda!

Eu trabalho com marketing, então comunicação é fundamental pra minha carreira. Nunca pensei que eu chegaria tão longe sendo estrangeira, mas as coisas foram dando certo com muito suor na testa e calos nas mãos (mentira, só stress mesmo) e não posso reclamar das minhas conquistas. As pessoas sempre me falam que meu inglês é super bom, que isso, que aquilo, mas como dependo de falar e escrever bem para progredir profissionalmente, me cobro muito e sempre quero melhorar.

Quando me mudei pra cá, fiquei super insegura e com medo de não entender o sotaque da galera, de fazer papel de troxa na frente do chefe, de falar alguma palavra errada em apresentações importantes, de não conseguir me expressar, de ser motivo de piada e tudo mais. Eu estava certa de ter esses medos, porque tudo isso já aconteceu comigo, mas e daí?

Me agarrei às pessoas que me admiram por conseguir apresentar coisas técnicas e complexas na minha segunda língua, mesmo com alguns deslizes e me concentrei em aprender cada vez mais. Meus colegas mais próximos sempre me corrigem, meu marido sempre me corrige e eu procuro prestar atenção em tudo que falo errado. Eu procuro só ler livros em inglês e assisto seriados com legendas em inglês para aprender também como se soletram as palavras… e acho que tem ajudado bastante.

MAS o principal desafio é “separar” o inglês americano do inglês britânico! Como nunca mais usei o inglês americano e aqui só falo com britânicos, meu sotaque é meio misturado. Para brasileiros que me ouvem falar, eu “tô super British”, mas para os britânicos, eu sou “super American”! Sofro mó bullying por utilizar palavras americanas e ter um sotaque meio caipira, então resolvi fazer uma listinha de algumas palavras, expressões e dicas que aprendi aqui! Se tiverem mais ideias para adicionarem na lista, só deixar aí nos comentários que eu atualizo a lista.

PRONÚNCIA DE CIDADES/CONDADOS

Além do sotaque sensual do Jude Law, tem algumas coisas importantes sobre o sotaque britânico que você PRECISA aprender.E Eu não tô falando aprender para ficar parecendo brtiânico, mas porque aqui é simplesmente o “jeito certo de falar”.

Se quando pedir água/water, você pedir UÓRER em vez de UÓTAH, ok, todo mundo vai te entender. Se falar BÓROU em vez de BÓTOU, todo mundo vai te endenr… o problema é:

Leicester! Bicester! Worcester! Gloucester!

Edinburgh! Oxfordshire! Worcestershire! Plymouth! Thames!

Me digam… como vocês falariam essas palavras? Eu adivinho:

LAICÉSTER? BICÉSTER? WORCÉSTER? GLAUCÉSTER?

EDIMBURG? OXFORDCHAIRE? PLAIMAUF? THÂMES?

Pois é, negada.  Tudo errado. Se vocês falarem que nesse fim de semana vão me visitar aqui em BICÉSTER, OXFORDCHAIRE, ninguém vai entender ou vão dar uma risadinha básica. Digo por experiência própria :)

O certo é:

  • Leicester = LÉSTA
  • Bicester – BÍSTA
  • Worcester – WÓSTA
  • Gloucester – GLÁUSTA
  • Edinburgh – EDIMBRA
  • Oxfordshire – ÓXFORDSHA
  • Worcestershire (eleita a palavra mais difícil do ingles britânico): WÓSTASHA
  • Plymouth – PLÍMAF (ou com o sonzinho do TH da língua presa em vez do F)
  • Thames – TSÊM (esquece o TH da língua presa nesse caso, porque é com o T seco mesmo, como se seguido por um S)

E a regra segue! Então, se você estiver em Londres passeando pelo Leicester Square, já não vai pagar o mico e falar pra sua amiga: “vamos dar um rolé na LAICESTER SCUÉR”, mas sim na “LESTA SCUÉ”. Arrasou!

JEITO DIFERENTE DE ESCREVER

Algumas palavras significam a mesma coisa no inglês americano e outras no britânico, mas o spelling é diferente! Eu sempre fico em dúvida quando vou escrever e-mails e tudo mais, então fica aqui algumas dicas de palavras usadas com bastante frequencia! Nesse caso, não é ERRADO escrever do jeito americano, mas se você tiver falando com algum British ou fazendo uma apresentação para um público britânico, é legal prestar anteção nessas coisas :)

Palavras terminadas em TER/TRE:

Essas são bem comuns! VOcês vão constantemente ver em placas na rua coisas do tipo “Town Centre” ou no posto de gasolina o preço por “litre@. Ah, aqui você vai sempre ao “theaTRE”, nunca ao “theaTER”. Fica a dica ;)

Plavras terminadas em OR/OUR:

Exemplos:

Palavras terminadas em IZE/ISE ou YSE/YZE:

Essa pra mim é a mais difícil de lembrar! Exemplos:

Palavras teminadas com VOGAL + L no passado:

Meu exemplo favorito ;) :) :)

Outros exemplo: fuel – fuelled – fueled!

Palavras soletradas com vogais duplas:

São palavras que raramente usamos, mas vale guardar a dica :)

Palavras terminads em SE/CE:

Essa tô sofrendo muito agora, pois estou tirando minha driver’s LICENCE e toda vez escrevo LICENSE. Força do hábito! Again, não tá errado, mas quando estou mandando emails para o pessoal do trabalho e meu british boss, prefiro mostrar que tô sabendo das coisas… às vezes ele nem sabe que nos EUA escrevem diferente e vai achar que meu inglês que é zuado :P

E por aí vai… se quiserem ver uma lista bem grande de exemplos, vale a pena olhar essa LISTA AQUI.

Agora, o mais interessante, palavras que significam coisas totalmente diferentes no Reino Unido e nos Estados Unidos ou que são usadas com menos frequência por aqui.

PALAVRAS COM SIGNIFICADOS DIFERENTES

Separei por categoria pra ficar mais fácil ;) Se tiver algo para acrescentar ou tiverem dúvidas, me avisem que eu tento esclarecer!

Comida:

Pela rua:

Outros:

Mais alguns itens pra lista que acho bem diferente:

  • Aqui não se fala “bacharolette party” ou “bachelor party”, falam “hen do” e “stag do”!
  • Raramente ouço dizer “farewell party”, mas sim “leaving do” para despedidas!
  • Para CEP, em vez de pedirem seu “zip code”, os britânicos dizem “post code”.
  • Quando você vai checar sua caixa de correio, você chega sua “post box”, não sua “mail box” como nos EUA!
  • Quando você atravessa a rua no Reino Unido, você atravessa numa “zebra crossing”, não na “crosswalk”

E é isso que lembro até agora, pessoal! Espero que tenham gostado das dicas. Não deixem de compartilhar com seus amigos!

Beijos e até a próxima!

Bia

4 dias de férias e um tempinho pra escrever!

Oi gente, tudo bem? Faz teeeempo que não dou as caras por aqui, mas acho que vocês já estão até acostumados com meus sumiços e reaparições inesperadas :)

O último post deu no que falar. Fiquei impressionada com a quantidade de pessoas que me contataram compartilhando suas histórias, o que me fez perceber que eu não tô sozinha no mundo com a tal “síndrome da barriga cheia”! É realmente muito mais comum do que eu pensava… e ó, só de compartilhar tudo aquilo com vocês, já me fez me sentir bem melhor e começar a encarar a vida de outra forma. Claro que tive algumas recaídas, vários altos e baixos, mas naquele fundo do poço eu não chego mais! ;)

Fui para o Brasil no final do ano e passei Natal e Ano Novo com a família. Foi muito bom para recarregar as energias, abraçar todo mundo, comer comida boa e pegar um pouco de sol, porque a coisa tá feia nessa Inglaterra fria e cinza, viu? Mas também foi bem difícil voltar… na primeira semana do ano, de volta ao trabalho, fiquei muito deprê, só chorando e reclamando da vida… mas foi uma fase e logo passou!

Esse ano começou bem apertado e com muito tédio, pra falar a verdade. Além do inverno cinza, das chuvas que nunca param e de muito trabalho, eu e o Thomas estamos em uma contenção de gastos ENORME. Temos passado todos os fins de semana em casa, evitando gastar dinheiro e economizando no que dá! Nossa vida nesses últimos 3 meses se resume a caminhadas no parque, caçar Pokémon na cidade, assistir Homeland no Netflix e cozinhar.

Temos que pagar a última dívida da casa que compramos nesse mês de março, então cada centavo conta! Eu sou muito inquieta, então tem sido muito difícil ficar sem fazer nada, ainda mais porque durante a semana eu fico sozinha, só trabalho e dirijo, então de fim de semana ficar em frente a TV, sem socializar, sem ver gente, sem ver amigos, sem ver família, sem fazer nada, é um martírio pra mim. Eu não tenho ninguém aqui ainda, então não dá pra simplesmente “reunir os amigos” e jogar banco imobiliário, então toda saidinha de casa gasta dinheiro! É cinema, é jantar fora, é comprar uma coisa aqui e outra ali, é gasolina, é estacionamento, é tu-do. Então preferimos ficar aqui no nosso cantinho até as contas ficarem em ordem!

É temporário, ainda bem! Mês que vem tudo já estará quitado e poderemos dar uma agitada na vida novamente e gastar nosso suado salário com entretenimento, não somente com contas e mais contas! Como é difícil virar adulto, gente!

Tenho várias novidades pra contar :)

Estou contando os segundos pra chegar o mês de abril, não só porque o regime gastos-zero vai terminar, mas porque meus pais virão me visitar aqui na Inglaterra e tenho altas coisas planejadas! Minha mãe já veio uma vez para o meu casamento mais ficou pouquinho. Dessa vez, vai ficar UM MÊS INTEIRINHO aqui comigo!!! Eeeeee!!! Meu pai virá pela primeira vez, o que é ainda mais legal, pois tenho cer-te-za que ele vai amar esse país! Imagina meu pai nos pubs? Ele vai pirá! Tô animadíssima e já com o roteiro pronto.

No primeiro fim de semana, vamos a um jogo de Rugby com uns amigos meus da Bosch e com o Thomas! Vai ser demais! Eu nunca fui em um e é uma coisa super britânica. Meu pai ama esportes, então não tenho dúvidas que ele vai amar. Na semana seguinte, vamos para Dublin, na Irlanda, passar 4 dias. Eu nunca fui pra Irlanda, então também estou bem ansiosa pra conhecer. Paguei 30 libras no vôo :O Muito barato!!! Ryanair é tudibão.

Depois de lá, vamos para Manchester, pois o Thomas vai assistir Manchester United & Chelsea com meu pai (ele só conseguiu 2 ingressos, então eu e mamis vamos passear na cidade durante o dia). Depois, vamos para Liverpool e talvez para o Lake District. Aí ficaremos aqui em casa uns dias, onde visitaremos Oxford e o Blenheim Palace e depois faremos o passeio turístico básico em Londres (que não aguento mais, pra falar a verdade hahahaha). Se der tempo, visitaremos o castelo de Windsor. Aí meu pai vai embora, porque tem que trabalhar :( Ah, e eu também volto pro trabalho… mas minha mãe ficará aqui mais 1 semana. Aíííí vai ter um feriadinho em Maio e comprei uma viagem SURPRESA pra ela, pra mim e pro Thomas. Eles não sabem o destino ainda e também não vou contar pra vocês… hehehe vai ser muito legal.

Enfim, já posso prever que abril será o melhor mês do ano e compensará todo esse tédio de janeiro, fevereiro e março. Várias viagenzinhas programadas e ainda com a companhia de papai e mamãe. Não preciso mais de nada, né? :)

E a outra novidade é bombástica, gente… quem me acompanha nos Instagram da vida, já deve saber: saí da Bosch! Pois é, segunda-feira, dia 27, foi meu último dia nessa empresa mara que trabalhei por 3 anos e meio. Estou com coração apertadíssimo, pois a Bosch abriu mil portas pra minha carreira e além do mais, me trouxe grandes amizades e muito aprendizado.

Infelizmente, o escritório aqui da Inglaterra fica meio longe de casa e eu estava gastando muito tempo, energia e dinheiro no trânsito todos os dias. Não só por isso, mas eu já não estava muito contente com algumas mudanças no departamento e também acho que essa distância está prejudicando minha adaptação aqui no UK. Eu praticamente não tenho nadica de tempo livre para ter uma vida social, conhecer pessoas, ir num happy hour, fazer amizades e tal. Eu ADORO o pessoal do escritório, mas nem com eles eu consigo socializar fora do horário de trabalho, porque todo mundo mora longe. E eu preciso de amizades, preciso construir uma vida de verdade aqui… e desse jeito não dá.

De fim de semana eu tava sempre estressada, cansada e me sentindo super sozinha. É difícil depender só do Thomas, eu sempre tive grandes grupos de amigos, uma vida agitada e tudo mais… e sinto falta disso. Então, recebi uma proposta muito boa de uma empresa bem mais perto de casa e decidi aceitar. Estou super feliz com a minha decisão, ainda com medo dessa grande mudança, não sei exatamente o que esperar… mas espero que tudo seja positivo! Recebi muito apoio do Thomas, da minha família e de amigos que sabem que a decisão não foi fácil.

Vou trabalhar na Nielsen, é uma multinacional de pesquisa de mercado com escritório em Oxford. Eu conheço bem o trabalho deles da época que trabalhei na Natura e utilizava seus dados para estratégias de marketing. Será um grande desafio, pois é um pouco diferente do que eu faço hoje como Brand Manager… mas com certeza aprender um monte de coisas novas! Torçam por mim!

Começo na Nielsen dia 6 de março, segunda-feira que vem. Essa semana estou “de férias”, pois segunda-feira foi meu último dia de Bosch, por isso resolvi dar as caras aqui no blog. Nem sempre tenho todo esse tempo de luxo livre! :)

Estou no processo pra mudar meu nome para o de casada, renovar meu passaporte brasileiro e tirar carta de motorista britânica (com direito a aulas de direção e tudo mais). Sinto que preciso arrumar tempo para escrever posts sobre isso, pois vai ajudar muita gente… mas tá difícil!

AHHHHHHH UMA NOVIDADE IMPORTANTE!!!

Eu criei um outro blog e transferi todo o conteúdo do Au Pair nos EUA pra lá, pois num futuro breve pretendo “abandonar” o domínio de Au Pair, pois faz tempo que fui Au Pair, e ficar só com o outro, contando sobre a minha vida morando fora do país. O nome do novo blog é VIDA ESTRANGEIRAvidaestrangeira.com e todos os posts que eu publicar aqui, estarão lá também… até eu migrar de vez.

Ainda estou trabalhando no layout, mas fiquem a vontade para comentarem aqui ou lá, eu respondo e verifico todas as mensagens nos dois :)

Espero que gostem!

Beijos e até a próxima!
Bia

 

A síndrome da barriga cheia

Acho que a pior parte de ficar tanto tempo sem escrever aqui é decidir sobre o que vou falar primeiro, no meio de tanta coisa acumulada pra contar!

Sempre começo meus posts pedindo desculpas pelo sumiço e fazendo mil promessas pra voltar a escrever, mas dessa vez vou começar diferente, pois os motivos do sumiço são justificáveis e eu realmente não sei quando vou poder escrever aqui com a freqüência que eu gostaria! Sinto muita saudade do meu blog, de “conversar” com vocês e de registrar minhas histórias, mas realmente virar adulto nao é fácil!

Falando em virar adulto, acho que esse é o tema que escolhi pra marcar minha volta aqui no blog! Vou tentar não matar vocês de tédio :)

Já faz 11 meses que estou morando aqui na Inglaterra, 1 ano que casei, quase 2 anos que sai do Brasil, 2 anos que me formei, 3 anos trabalhando na Bosch, 4 anos que terminei meu programa de Au Pair e 5 anos de infinitas mudanças! Entre trancos e barrancos, realizei muitos sonhos, conquistei coisas que nem imaginava e não tenho do que reclamar nessa vida… mas por que será que ainda reclamo tanto?

Eu sofro da síndrome da barriga cheia (eu que inventei essa doença, não precisaa procurar no Google, já vou explicar marromêno do que se trata).

Continue reading…

House hunting na Inglaterra

Oi pessoal!

Hoje to aqui pra contar de uma nova experiência e de mais um grande passo que estou dando na vida!

Não sei se já comentei aqui no blog sobre o custo de vida na Inglaterra. Gente, é enooooorme, principalmente perto de Londres. Eu moro em Rickmansworth, que fica a uns 20 min de metrô até o centro (na Metropolitan line até Baker Street), e trabalho em Denham, que também fica pertinho.

Apesar de eu amar Londres e ter sonhado em morar aqui desde a primeira vez que conheci, esse sonho meio que virou um pesadelo, pois o preço das coisas e principalmente de moradia é um absurdo! Ja ouvi falar que é o lugar mais caro do mundo pra se morar e vou falar pra vocês que não duvido nadinha, viu. Se quiserem ter uma ideia, deem uma fuçadinha nos sites Zoopla e Rightmove. Se você mora de aluguel, procure um imóvel parecido com o seu para alugar e veja os precinhos daqui pra comparar. Se tem casa própria (ou dos pais), faça a mesma coisa, mas não esqueça de ver a localização. Lugares turísticos, perto de escolas, parques e metrô são geralmente bem mais caros.

Continue reading…

Um novo ponto de vista

Oi gente!

Um post rápido só para fazer o que mais gosto na vida, que é escrever e tagarelar com vocês aqui!

No post anterior escrevi o maior desabafo e, acreditem ou não, assim que terminei de escrever já me senti bem melhor. Só de tirar aquela angústia do peito e botar no papel (ou melhor, na internet) já me fez analisar a situação de uma outra forma e a querer resolver meus problemas, se é que posso chamar essa crise besta de problema, né?! Comecei aquele texto mó chateadona e terminei super otimista… e assim continuo até hoje :)

Olha, as coisas não estão fáceis por aqui por diversos motivos, mas resolvi encarar tudo com um novo ponto de vista. Recebi várias mensagens positivas, me desejando muita força, sorte e coisas boas! Aí peguei pra mim! Muito obrigada por isso, galera!

Eu sou uma pessoa que cansa muito fácil das coisas. Fico entediada muito rápido! Sou ansiosa, gosto de ver as coisas acontecendo e mudando rapidamente! Sou extremamente impaciente e isso me atrapalha muito. Acho que até por isso o rumo da minha vida muda tanto e tão rápido. Tenho esse blog há 6 anos e vejam só quanta coisa mudou! Já estive desempregada, já namorei um cara que me traiu com uma colega, já tranquei faculdade, já voltei, já me formei,  já fui ser Au Pair, já voltei, já arrumei um emprego aqui, outro ali, arrumei outro namorado, viajei para aqui, viajei para ali, aí mudei pra Alemanha, aí casei com o namorado, aí mudei de país de novo, mudei de emprego… olha, uma loucura essa minha vida, mas eu não reclamo não!

Continue reading…

4 meses na Inglaterra!

Aqui já é quase meia-noite, mas me deu uma vontade enorme de abrir uma página de texto em branco e começar a escrever de repente!

Acabei de voltar das minhas férias de 2 semanas no Brasil, ainda estou no maior jet-lag e cansada de um dia imenso e estressante de volta ao trabalho, mas ainda assim eu queria porque queria dar uma passadinha aqui, mesmo depois de tantos meses “escondidinha”.

Tenho tanta coisa pra contar! Eu sempre tenho, né?

Um dos motivos de eu querer escrever agora é porque me sinto muito sozinha, mas escrever nesse blog em todos os diversos momentos malucos da minha vida, em quatro cantos diferentes do mundo (Brasil, EUA, Alemanha e Inglaterra), sempre me deu a sensação de estar conversando em uma roda de amigos, cheia de gente querendo ouvir minhas histórias, meus dramas e meus conselhos bobos! Acho que meu hábito de falar muito é o que mais me motiva a continuar escrevendo… e agora que quase não tenho com quem conversar por aqui, dá mais vontade ainda! Que bom!

Continue reading…

Mais mudanças na vida de Beatriz!

changes

Oi pessoal!

Estou de volta e não vejo a hora de fazer a redação “Minhas Férias” pra vocês e contar tudo sobre a minha viagem com a Bruna para a Itália e nosso fim de semana prolongado em Londres! Mas tanta coisa aconteceu nesse último mês, que vou adiar um pouquinho essa parte e contar uns bafos mais quentes.

A Bru ficou um mês aqui comigo e todo meu tempo livre foi dedicado a ela (e ao X Factor nos finais de semana, eu assumo meu vício, podem me julgar). Foi maravilhoso receber a visita de uma das minhas melhores amigas por aqui, mostrar pra ela um pouquinho da minha vida corrida em Stuttgart, do meu cafofo sujim graças ao meu roommate, onde eu trabalho, onde eu passeio, o mercado onde eu compro comida, os trens que eu pego, os alemães mal educadas que eu tenho que lidar, os alemães bacanas que ainda existem por aí, a língua difícil de entender, minhas comidas favoritas e muito mais. Mas a melhor parte mesmo foi poder tirar minhas últimas férias para viajarmos juntas por aí, o que me rendeu boas e inesquecíveis histórias pra contar pra vocês depois.

Continue reading…

Férias na Itália – Planejamento!

2015-11-05_13h37_55

Olá pessoal!

Estou na maior correria e dei uma abandonadinha no blog nessas últimas semanas, mas prometo voltar com muitas novidades!

Minha amiga Bruna chegou semana passada aqui em Stuttgart e vai passar 1 mês comigo! Já passeamos bastante no primeiro fim de semana dela aqui, mas durante a semana fica difícil porque eu trabalho e não sobra tempo, ainda mais agora que saio de casa e tá escuro, volto pra casa e tá escuro… quase não vejo a luz do dia! Que tristeza! Mas no fim de semana dá pra compensar :) Ahhh, agora não só no fim de semana, mas também sou filha de Deus e mereço FÉRIAS!

Continue reading…

Visto de esposa para o Reino Unido – FLR (Further Leave to Remain)

IMG_0050

A notícia é boa: I’ve – finally – got my visa! Pois é, gente! Demorou, foi sofrido, foi tenso… mas deu certo! :)

Eu tive algumas experiências interessantes na vida para tirar vistos, mas essa com certeza foi a mais intensa de todas.
A primeira vez foi no consulado mexicano, em 2007, quando fiz minha primeira viagem internacional e, na época, ainda exigiam vistos para turistas entrarem no México. Foi uma experiência terrível, pois eu não entendia nada do que falavam e o cara encanou que eu não era a mesma pessoa da foto do meu passaporte, ficou mandando eu abrir o direito meu olho, afirmando que na foto ele estava claro e na vida real estava escuro. O babaca quase me negou a joça do visto por não enxergar direito e fez daqueles 20 minutos da minha vida um inferno, fora as 6 horas de fila no sol e sem lugar pra sentar. Muito stress e sufoco, mas deu certo e a viagem foi ótima!

Em 2011, tive outra experiência pra tirar meu visto de Au Pair, que vocês já devem ter lido aqui e aqui. Esse foi um dos mais tranquilos!

Continue reading…

Vïdeo #1: Como decidi ser Au Pair

video1

Oi gente!

Atendendo a muitos pedidos, resolvi criar um canal no YouTube para o blog e tentar gravar um vídeo da minha carona falando com ela mesma! Confesso que tive muita dificuldade, morri de vergonha, nem parece eu… tô super séria, sem saber se olho pra câmera ou pro vídeo, haha! Enfim, como comentei, foi uma quebra de barreiras e espero conseguir fazer mais e aprender um pouco sobre edição, porque esse ficou bem tosquinho, hehehe!

Continue reading…

Meu casamento inglês – Parte 3: O grande dia!

Selfie com a mama :)

Continuando e finalizando o post! ;)

Tá por fora? Clique aqui para ler a Parte 1 e aqui para a Parte 2!

O grande dia!

No sábado, acordei 6h da manha pra tomar café e meu celular já estava bombando de mensagens das amigas me desejando coisas lindas! A Kainara me mandou um email maravilhoso! Como eu queria que ela tivesse lá!

E quando abri meu Facebook, tinha um link para um vídeo enviado pela Renata, minha amigona, que era uma homenagem de todas as Lulus, nosso grupo de amigas! Ela só pediu para que eu assistisse antes do casamento, então parei tudo que tava fazendo e assisti.

Vocês já devem ter visto no Facebook, mas aqui vai o link de novo para quem ainda não assistiu:

Continue reading…

Meu casamento inglês – Parte 2

Captura de Tela 2015-09-19 às 18.59.01

Continuando… antes que vocês me batam! :P Quem ainda não leu a parte 1, é só clicar aqui.

Com o vestido comprado, sapato em ordem, presença garantida da minha mãe, da minha tia Neni, da MC e da Dani, eu já tava bem mais tranquila e feliz!

Minha sogra estava sendo uma fofa! Todo dia me mandando mensagens de contagem regressiva e tudo mais. Fui ficando cada vez mais ansiosa, mas descontava tudo na academia! Hahaha até parece, na última semana dei umas belas escapadas nuns potes de Nutella, mas não contem pra ninguém, porque fiz a fitness até o último dia. Eu praticamente só malhei braço na última semana, lembrando que o vestido era tomara-que-caia e que eu poderia me arrepender amargamente dessa escolha.

No dia 06 de agosto, 2 dias antes do casamento, voei de Stuttgart pra Birmingham, o aeroporto mais perto da casa do Thomas, e ele foi me buscar. No meio do caminho, paramos pra comer e, quando voltamos pro estacionamento, o carro não estava mais onde deixamos! Detalhe: não faz nem dois meses que o Thomas comprou esse carro, gastou a maior grana pra comprar o que queria, não me deixa comer dentro, por o pé no banco, mesmo de meia… nada. Maior mimimi com o carro… e o baguio me some DO NADA.

Continue reading…

Meu casamento inglês – Parte 1

123

Imagino que vocês estejam morrendo de curiosidade pra saber como foi meu casamento na Inglaterra de tanto que eu demorei para colocar esse post no ar. Mas juro que vai valer a pena, pois ele tá enoooorme!

Como vocês já devem ter lido aqui no blog, eu e o Thomas ficamos noivos ano passado, em Las Vegas, onde nos conhecemos há uns 4 anos, quando eu ainda era Au Pair! Logo depois, marcamos a data do nosso casamento para 23 de abril de 2016, no Brasil. Como a minha irmã também estava noiva e já organizando o casamento dela, era o assunto mais falado dentro de casa. Eu nunca quis festão e achava uma bobagem gastar dinheiro com essas coisas, mas me dei conta que depois que eu me casar, vou me mudar de país e deixar meus amigos e familiares no Brasil. Minha vida vai mudar completamente, por isso decidi fazer uma festa de casamento com um toque de festa de despedida, para poder aproveitar bastante com todas as pessoas que eu amo!

Continue reading…

Roadtrip na Eslovênia – Bled e Ljubljana

Bled maravilhosa!

O mês de maio é o mais lindo da Alemanha! Sabem o porquê? Porque tem um zilhão de feriados!

O primeiro deles, foi no dia 1° de Maio, uma sexta-feira. Perfeito para encaixar uma viagem de carro aqui na região, né? Decidimos ir de carro para a Eslovênia, um país que eu nunca tinha pensado em visitar, mas entrou pra minha top list desde que cheguei aqui na Alemanha e ouvi as histórias do pessoal que foi pra lá. A sorte foi encontrar mais 4 amigos animados pra fazer essa trip e botar o pé na estrada!

Eu, MC, Rafi e Franco saímos do trabalho na quinta-feira, dia 30/04 (todos nós trabalhamos no mesmo lugar, então foi fácil), compramos umas guloseimas pra viagem longa e… partiu! O 5° elemento do grupo tinha um evento do trabalho nesse dia e iria só no dia seguinte de ônibus! Nosso destino foi pra Bled, uma cidade linda que fica na fronteira com a Áustria e 50km da capital, Ljubljana, às margens do Lago Bled.

Continue reading…

Passeio rápido em Munique!

IMG_2663

Oi gente! Eu sempre começo meus posts com „oi gente”, né? Acho bem feio, mas não sei o que mais poderia ser. Oi pessoal é meio tiazona, “oi meninas” é meio preconceituoso, porque sei que tem um monte de meninos que leem meu blog, “oi galera” é meio fitinha né… vou deixar “oi gente” mesmo, acho mais neutro, hahaha Só uma filosofada básica para introduzir esse post curtinho!

Bom, como comentei num dos posts anteriores sobre meu casamento e a papelada, tive que ir pra Munique numa segunda-feira dar entrada no meu visto de noiva (Visitor Marriage Visa). Como era só 1 dia e eu iria sozinha, preferi ir no domingo mesmo e voltar segunda à tarde pra não gastar muito com hotel e alimentação, pois Munich é a cidade mais cara da Alemanha e eu tava em total contenção de gastos!

Eu consegui um passagem de ônibus pela Megabus de ida e volta por 9€! A viagem demorou um pouquinho menos de 3 horas, fazendo uma parada longa para comida e xixi :) O ônibus parou na Hauptbahnhof (estação de trem principal) de Munich e fui a pé de lá para meu hotel, que era bem localizado. Pra quem tiver interesse, tá aqui uma SUPER recomendação: Munich City! Paguei 40€ na diária de domingo pra segunda, mais barato que o Ibis Budget e na média de um hostel com quarto privado, só que com a vantagem de um quarto ENOOOOOOOOOOORME, uma cama gigante, café da manha maravilhoso incluso, banheiro todo novinho… e tinha até um Biergarten lá, haha!

Continue reading…

Páscoa na Escócia – Millport, Isle of Cumbrae

IMG_1880

Oi pessoal!

Já contei pra vocês aqui no blog que minha sogrinha mora na Escócia? Pois então, ela mora numa ilhazinha muito bonita chamada Cumbrae, na cidade de Millport, que na verdade é a única cidade que tem na ilha! A Escócia é cheia de ilhas turísticas famosas, mas Cumbrae é pequena e mais “reservada”, então não fica tao cheia quanto as outras e os turistas costumam ser os próprios britânicos.

Eu fui pra lá com o Thomas há alguns anos e me apaixonei pelo lugar! É tudo muito lindo e diferente de tudo que eu já tinha visto. As casinhas na beira do mar, as pedras, o clima, as lojinhas e restaurantes e também a menor catedral do Reino Unido, que é uma fofura! Esse ano, voltamos pra passar o feriado de Páscoa com a mãe dele.

Continue reading…

Manual Prático da Au Pair

baby reading

Oi meninas!

Já fiz vários posts desse tipo no passado, mas acho que vale a pena tocar no assunto de novo e dar uma reforçada, afinal, são dúvidas que surgem na cabeça de praticamente todo mundo que tá querendo ser Au Pair ou que já tá prestes a embarcar! E como sempre recebo praticamente as mesmas perguntas, pode ser que esse post ajude a esclarecer a maioria delas! Vou continuar respondendo caso a caso por e-mail, pelo Facebook e pelos comentários aqui no blog, não se preocupem que não deixarei ninguém na mão! Essa é só uma forma de reunir todas as dúvidas doidas em um post só e ajudar vocês mais rápido!

Pra não ficar chato, peguei exemplos reais de e-mails e mensagens que recebi desde que comecei o blog e a minha resposta, com a minha opinião sobre os fatos, tá? Lembrem-se que cada caso é um caso e cada pessoa reage de uma forma diferente às diversas situações da vida, então eu conto um pouco de como seria na minha pele e de como foram as minhas próprias experiencias.

Eu vou tentar atualizar esse post sempre que possível com perguntas novas. Se você acha que está faltando alguma coisa e gostaria de incluir, só me falar! Ele já está bem extenso, mas achei melhor assim do que dividir por partes, já que o assunto é praticamente o mesmo!

O mais interessante de analisar entre todos esses e-mails que recebi ao longo dos anos é que as preocupações são muitas e existe de tudo. Impressionante como as pessoas são diferentes, as famílias, a criação, as amizades, os medos… tudo influencia muito! Por isso acho que não existe pergunta boba! Existem coisas que importam muito pra você, mas que podem ser bobagem para outra pessoa, né? Vamos lá!

Continue reading…

A Alemanha, o casamento, o visto e por aí vai…

Vocês já viram essa foto por aqui, mas vale o repeteco!

Oi gente!

Decidi dar uma pausa nos meus posts de viagem pra contar um pouquinho pra vocês do que anda acontecendo na minha “vida real”, além das trips e fotos bonitas que fazem parecer que a vida é perfeita e problemas não existem! Mas eles existem e minha vida é normal, cheia de trabalho, perrengue, stress, noites mal dormidas, inseguranças, travesseiro molhado de tanto chorar, grana curta, conta do banco no vermelho, saudade e mais saudade… mas ainda bem que passa eu eu tento compensar fazendo o que mais amo, que é viajar e dar umas bitocas no Thominhas.

Já adianto que esse post será longo e sem muitas imagens, pois nem sei como ilustrar tantos acontecimentos doidos!

Eu to adorando a casa nova (que agora já nem é mais tao nova assim), meu roommate é muiiito gente boa, a namorada e os amigos dele também! Ele é meio (meio?!) bagunceiro, deixa tudo jogado e a cozinha e o banheiro estão sempre um caos, mas eu nem ligo tanto, pois ele é tao bacana com outras coisas que eu deixo passar, tudo pela boa convivência e amizade! De vez em quando me dá um surto e eu faço faxina pesada na casa, lavo até a lata de lixo… mas não dura nem 2 dias a limpeza e ele já tá lá fazendo uma zona!

Continue reading…

O campo de concentração de Dachau

dachau-hero-H

Oi gente!

Como prometi, tá aqui o post sobre Dachau, que visitamos no caminho de volta da Áustria para Stuttgart. Resolvi separar do post anterior porque é um assunto bem diferente e mais pesado! Espero que vocês achem interessante conhecer mais um pouquinho dessa parte triste da história alemã!

A cidade de Dachau fica a 15km de Munique, então é um “must see” da região se um dia você for pra lá e se tiver interesse pelo assunto, claro!

O campo de concentração de Dachau foi o primeiro a ser construído pelos nazistas, em 1933, apenas seis semanas depois de Hitler assumir o poder na Alemanha. Depois, acabou servindo de modelo para todas as outras dezenas de campos espalhados pelo mundo. Ele chegou a abrigar mais de 200 mil prisioneiros de diversos países do mundo! Dá pra acreditar?

Continue reading…