Au Pair Na França! (por Débora)

Oi, gente!
Para incrementar o conteúdo do blog, convidei a Débora para escrever aqui sobre a experiência dela como au pair! O diferencial dela é ser uma Au Pair na França, não nos Estados Unidos como a maioria das meninas que aparecem aqui, o que é uma opção de país que tem o programa regulamentado pelo governo (assim como a Alemanha e a Holanda). Outra curiosidade é que a Débora resolveu procurar uma host family por conta própria, não por agência! Corajosa, hein?
Enfim, vou parar com o spoiler e deixar ela contar aí… Have fun :)

“Olá, leitoras do espaço da Beatriz! Fui convidada para compartilhar minha experiência de FILLE AU PAIR.
Há tempos, quando eu tinha 14 anos (atualmente tenho 19), tinha muita vontade de fazer intercâmbio um dia. Esse dia chegou e cá estou há menos de um mês, residindo em Caen, norte da França, região da Baixa Normandia.
Se preparem, pois até eu explicar o desenrolar de toda a história vão levar algumas linhas e muitos caracteres…
No meu tempo de escola, um dia, resolvi me inscrever num curso de francês, simplesmente pelo prazer de aprender mais uma língua, pois eu não imaginava que tempos depois, durante o curso, eu iria amar tanto o idioma e me apaixonar pela França. Como eu sempre me dediquei ao curso, uma vez minha professora me deu um folheto que falava sobre intercâmbio para estudantes brasileiros (Campus France – que até setembro era indispensável para estudar aqui). No site do Campus France havia algo sobre au pair.
Au pair? O que era isso? Procurei muita informação na internet e conversei com algumas au pairs que residiam na França e nos EUA.
As condições dos Estados Unidos para o programa au pair são bem melhores, acreditem. Mas eu, particularmente, tenho um caso de amor com a França, o que é importantíssimo antes de pensar em dinheiro. É importante pensar se você vai gostar de morar no país, acordar e escutar o idioma, se o lugar pode beneficiar futuramente a sua carreira… A França é o berço da arte e eu, num futuro próximo, penso em ser decoradora de ambientes.
Procurei incessantemente informações sobre Fille Au Pair na França por dois anos – tempo que demorei para guardar o dinheiro para pagar a documentação, passagens e tudo mais que isso demanda – e vi que aqui seria perda de tempo e dinheiro eu vir por agência (por milhares de motivos), fiz perfis em vários sites em que a pessoa vem ‘por conta’ – Bebe Nonou, Easy Aupair, Great Aupair, Au Pair World – diga-se de passagem, o último é o melhor, e foi nesse que depois de 3 meses desesperadores – olhando e-mail todo dia e toda hora, mandando meu perfil, levando não ou sim com propostas abusivas rs… – que encontrei minha família. Ou melhor, eles me encontraram. O meu perfil foi bem objetivo e ainda está ativo (procurem Débora Jangrossi).
Alguns e-mails trocados desde outubro, várias conversas por Skype (indispensável pra quem quer conhecer melhor a familia), eu tive sorte de poder conversar com a atual au pair deles na época que precisaria retornar ao Brasil, o que sem dúvidas me deixou mais segura de onde eu estava pisando. Do dia em que minha familia falou ‘venha, estamos te esperando’, levei 3 meses para chegar aqui, só dia 17 de janeiro cheguei no Aeroporto de Paris.
Nesses dez dias que estou residindo aqui, vi o que o outro lado do oceano tem a me oferecer, expirimentei comidas que nunca imaginei existir, estou conhecendo uma cultura totaaaaalmente diferente da minha onde até crianças de 5 anos olham para você e dizem ‘bonjuor’, tive vistas inacreditáveis, me encantei milhares de vezes com esse velho continente e pretendo muito explorar a região, os países vizinhos, nesse um ano que pretendo ficar aqui. A saudade já bateu, mais nada do que a internet não possa te ajudar.
Aqui também tive a certeza que esperar esse tempo todo valeu e vai valer muito a pena, e que por mais que você se mate de estudar qualquer idioma, quando você chegar no país, você vai sentir raiva (eu juro) por não saber muita coisa, e vai pensar que seu curso não valeu de nada, embora não seja totalmente verdade…rs
A minha host family ou como se diz aqui Famille d’ Accueil, me trata super bem, são exatamente o que eu esperava, as crianças (duas meninas de 5 e 8 anos) são como todas, têm suas horas legais ou não. Estou sabendo driblar bem, pois eu tive experiência anteriormente no Brasil com crianças.
Moro numa cidade média, com bastante estudantes, tenho certo tempo livre por dia (trabalho 5 horas e de quarta 10), fins de semana todos livres, logo começo a estudar francês em uma escola para estrangeiros, tenho um quarto e uma sala de banho pra mim, me relaciono bem com os hosts, estou gostando bastante :D
Bom, é isso, espero que tenham gostado e desejo muita sorte, coragem e determinação pra quem tá vindo e pra quem chegou aqui ou em qualquer lugar do mundo … :)
Beijos, sintam-se à vontade. Meu blog é… http://parmileschoses.blogspot.com

É isso, meninas! Espero que tenham gostado do texto da Débora! Acho que ela teve uma experiência gigante em apenas 10 dias de residência na França!

Beijos e até a próxima!
Ah, meninas que têm interesse em contarem suas experiências aqui no blog, deixem um comment aí que eu entro em contato :)


Comentários

Comentários

11 Comments

  1. Allana   •  

    Bia, bom demaaaais poder ver aqui as experiências de outras Au Pairs, principalemnte, de outros lugares, que não os EUA. Parabéns Bia por estar fazendo um excelente trabalho com o blog! Admiro muito teu trabalho por aqui, mas quero mesmo é ver como serão as coisas quando pisar em solo norte americano.

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Obrigaaaaaada, minha querida!
      Já deixei super claro que sou fã do seu blog também, né? :)
      Pode deixar que continuarei contanto tim tim por tim tim quando pisar na terra do tio Sam! :P
      Beijão!

  2. Mariana Martins   •  

    Olá, meninas tudo bem?

    Estou com uma dúvida em relação ao au pair na frança…
    Esse ano fechei com a agência experimento pra fazer au pair nos EUA, melhorar meu inglês e ter uma experiência fora do país…Minha idéia (não sei se será possível) é ficar um ano nos EUA e depois tentar fazer au pair em outro país, como por exemplo França ou londres pois aí já tento aprender outro idioma e terei a oportunidade de conhecer a europa. Não sei nada de Francês, mas até lá tento um jeito de aprender um pouco, será que tem possibilidade de mudar de agência no meio do ano? Será que eu teria que voltar para o Brasil?

    Obrigada

    beijo

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Oi, Mari!
      Acho que o ideal é você fazer um ano de au pair nos EUA e depois voltar pro Brasil e entrar em uma nova seleção. Eu acho que a application e o método de seleção é diferente para cada país, não tenho certeza, mas acho melhor você perguntar na agência!
      E tem outra coisa…
      Quando você vai estender o programa au pair para mais de 1 ano, o governo não te dá um visto novo, mas sim uma autorização de permanência no país!
      Eu penso em fazer a mesma coisa que você: um pouco de au pair nos EUA e depois em algum país europeu… mas já estou conformada que terei que voltar para o Brasil para resolver isso, principalmente para tirar visto, essas coisas.
      Tem uma escola ótima de francês perto de onde vou morar nos EUA!!! Vou entrar no curso de lá, pois tb penso em ser au pair na França!
      Espero ter te ajudado com essas informações, que não são muitas!
      Beijão!

  3. domingos sandra   •  

    oi bia , muito legal seu blog.
    Entao acabei e,ncontrando pois estou procurando informacoes , para traser minha cunhada do brasil para aqui como fille au pair.
    VOce poderia me dar alguns concelhos para ajudar pois esta difiicl encontrar infos.
    Desde ja agradeco.

  4. Camila   •  

    Oi, Tudo bem??
    Estava pesquisando na internet sobre au pair, novamente, porque eu já fui au pair só que nos EUA por 2 anos, faz 7 meses que eu voltei para o Brasil e quero muito ir para a França. Pensei em ser au pair de novo, pois apesar de todas as bumps in the road até que tive uma maravilhosa experiência, sinto saudades as vezes lol.
    Mas ainda estou meio confusa, queria saber se existe mais loucas como eu?! lol
    Beijos, beijos

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Hahahaha não sei… eu só estou aqui há 7 meses e jamais seria au pair de novo!!!

  5. silvia   •  

    Oiiiiiiii Bia, lembra de mim? a doida do twitter? provavelmente não né?
    enfim, AMEI este poste, porque me identifiquei muito com ele! eu amo q frança (apesar de não ter nunca estudado frances…ainda) e estou pensando seriamente em ser au pair, não agora pois tem muitos caisas envolvidas, mas ano que vem, ou no proximo irei! Não é um querer mais, é um objetivo….enfim, tem tempo que curto seu blog, e agora o da Kainara e o da Mary, vou ler o da Debora ai e fico muuuuuuuuuuuuuuito feliz que as coisas estejam bem com vc! serio, tenho 3 irmões( 2 são gêmeos) e minha mamis é babá, então sei como é tenso…haha
    Enfim, bjs.

  6. Tuany   •  

    Oi Débora! eu queria te fazer umas perguntas sobre o au pair na França, fui olhar seu blog, mas é so pra convidados. Sou au pair nos EUA e estou fazendo francês aqui. Fiz 2 meses lá no Brasil antes de vir pra cá e me apaixonei e queria muito fazer algum intercâmbio na França. Estou vendo ainda se au pair ou somente estudo. Mas minha dúvida, é que eu queria ser au pair só por uns 3 meses. hahaha é possível, sabe de alguma coisa parecida? Obrigada

  7. Thais   •  

    Oie..estou começando a pesquisar sobre o assunto (ja me sentindo mt velha pra isso =/) vendo vcs todas novinhas…rs Gostaria de ir para a frança. Nao consigo acessar o blog da Debora…sera quem tem outros pra me indicar : )

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Oi, Thais!
      Ninguém é velha demais pra ser Au Pair se tiver menos de 27! Pare com isso :)
      Não conheço nenhum outro blog de Au Pair na França, sorry :///
      Beijos e boa sorte!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *