Queridas atuais, ex e futuras Au Pairs…

Olá, minhas bonitas!

Já não posto mais nesse blog como antes por motivos óbvios: não sou mais Au Pair, não tenho coisas novas para compartilhar e nem tenho uma vida tão empolgante para falar sobre :( Me tornei chata, comum e com o tempo cairei no esquecimento… hahahahaha! Mentira, até que minha vida é legal, só que é “padrão”, sabe? Acordar cedo, trabalhar, estudar, dormir, ficar com tédio… aí tem uns bafões corriqueiros e tal. Só que nada como ser Isaura, digo, Au Pair, porque por mais que a vida auperiana seja sofrida (digo isso de todo o meu coração), sempre tem algo diferente acontecendo, pois você entra nessa vida sabendo que é temporária e vive intensamente, tanto as coisas boas quanto as ruins! Tô mentindo?

ENFIM! Sei que ainda tenho muitas histórias guardadas no baú e que sinto que DEVO compartilhar com vocês, mas quero fazer isso direito. Não quero vir aqui e enfiar texto mal escrito nocêis que me leem com tanto carinho… aí, perfeccionista que sou, acabo não escrevendo! Só venho aqui falar da minha vida atual e monótona e pronto. E adivinhem só? É isso que farei em 4, 3, 2, 1…

JÁ!

Então, gente! Tô naquelas ainda de acordar 4h30 da manhã, ir trabalhar, ir direto do trabalho pra faculdade, direto da faculdade pro banho, direto do banho pro edredom e direto do edredom pro… trabalho, pois dormir mesmo é um loosho! Hahaha! Mas ó… eu tô AMANDO o trabalho! Contei pra vocês que passei no processo seletivo da Natura em dezembro, né? Não lembro se contei (preguí de ler o último post), mas lá é tudo de bom, pena que seja tão longe de casa… mas super vale a pena o rolê :) Trabalho com uma equipe MARA, super queridos comigo… me ensinam muito! Acho que finalmente encontrei algo sério que gosto de fazer, pois essa paixão pela escrita tava difícil… amo escrever, mas esse blog não paga as contas :(

Nada melhor na vida de uma moçoila do que trabalhar numa empresa de cosméticos! E morram de inveja: tudo chega nas nossas mãos antes de ser lançado… e sim, podemos experimentar cremes, makeupppp, perfumes e tudo o que há de melhor na vida todos os dias! Tô feliz da vida e apaixonada pela empresa. Quem diria… tenho chances de ser uma ex-Au Pair bem sucedida :)

Não vou nem entrar no quesito faculdade porque vocês já sabem o quanto eu odeio essa parte da vida, né. Sério, nasci pra ser hard worker, não universitária, jesuis! Quem lê meu blog desde os primórdios sabe da minha revolta com essas coisas, maaaas… vâmo falar de coisa boa, vâmo falar de Tecpix!!! HAHAHA piada interna. Ignorem.

Meninas, às vezes dá uma vontade de largar tudo (até o trampo que eu amo) pra ser Au Pair de novo somewhere!!! A Kainara já tá pra voltar pro Brasil (vem agora em Julho, YAY), e ela vê minha angústia aqui… vivemos conversando de uma possibilidade de sermos Au Pair na França, na Holanda, na Irlanda, na pqp… foi uma fase boa, apesar de tudo… então, ó… aproveitem ao máximo, até aqueles dias de host pesando, de criança fazendo birra, de você se tocar que tá com cocô na unha por causa de um acidente com fralda do baby… faz parte! Isso é muito melhor do que a realidade, believe me!!!

A volta pro Brasil tem sido um choque. No início é tudo uma maravilha, principalmente com a família e com a comida boa de cada dia. Isso não muda! Pra mim, não mudou. Meus pais continuam sendo os melhores amigos que tenho na vida, parceirões, muito queridos.. tenho essa sorte! E a comida desse país… vixe, não tem igual. Meus quilos a mais que o digam… mas ó… perdi muita coisa, sabe? :/ Perdi o tesão de morar aqui, de construir minha vida no Brasil… talvez seja porque eu namoro um gringo, porque fiz as melhores amizades e viagens da vida enquanto era Au Pair… sei lá. Só sei que muita coisa mudou!

Meus amigos já não são mais os mesmos… me sinto bastante sozinha! Mas eu sei que sou uma pessoa difícil. Sou bem simpaticona, faço amizade facilmente, mas putz… não sou de balada, não gosto de música que todo mundo gosta… sinto falta de companhia pra viajar, pra sair por aí, pra tomar uma cerveja e falar merda, pra ir ao cinema assistir filme de menininha. Isso acabou aqui no Brasil e era o que eu mais tinha e amava nos EUA! hahaha

A maioria das minhas amigas do Brasil são casadas, noivas ou tem namorado-grude. Até me chamam pros rolês, tipo “vamos para Monte Verde tomar vinho e conversar na frente da lareira! Vão duzentos casais e a Bia…” TÔ DE BOA NÉ PARCEIRA!

Meus amigos homens, que sempre foram maioria, tão namorando, as namoradas SE PÁ não me curtem, não vão mais pros rolês do rock comigo, não me convidam mais nem pra aniversário e tal… there it is, Beatriz forever alone!!! Aí tenho esses momentos deprês de querer fazer a mala e sumir, mas aí lembro que não tenho dinheiro e fico de boa! Hahahahaha! QUE BOSTA NÉ?

Tô empolgadíssima com a volta da Kainara pro Brasil! Nós moramos meio longe aqui, ela terá a vida dela, eu a minha… mas quando tiver uns feriados, férias e vontade desesperada de fazer algo legal, sei que ela topará na hora, como sempre foi. E é desse tipo de amizade que eu sinto falta, sabe?

Vocês devem estar se perguntando do inglês, né! Então, gatas… tá tudo bem!!! Não estava, mas agora tá. Ele é tão sensacional que eu tento brigar, mas ele não briga de volta e eu tomo no c* porque vejo o quanto estou errada. Ele é simplesmente o máximo, só que nossa situação é complicada, vocês sabem! Eu lido muito bem com a distância hoje em dia, já acostumei, não sofro desesperadamente, só que ele faz muiiita falta em momentos específicos, como esses em que fico forever alone. Mas fazer o quê? Faz parte do negócio… eu choro enlouquecedoramente quando falo com ele no Skype/Facetime dizendo “I HATE YOU ARE NOT HERE, IT WILL NEVER WORK OUT”. Aí ele todo lindo e paciente diz que não será assim pra sempre, diz mil vezes “SORRY I CAN’T BE THERE NOW, I swear I will compensate it!” (e o pior é que ele super compensa depois, faz valer a pena cada segundo que a gente ficou longe, mas eu dou uma de louca depressiva e choro mais ainda, mulher é foda)… aí ele fala alguma coisa idiota, eu dou risada e fico me sentindo uma criança mimada e chorona que tem tudo o que quer e ainda assim reclama… preciso amadurecer, gente! É necessário ser muito mais madura do que eu sou pra encarar um relacionamento desse tipo!

As pessoas ficam impressionadas com a minha garra (sente só) quando falo sobre minha história de amor por aí. Pode crer, eu sou foda em aguentar tudo isso, mas só aguento porque a gente faz valer a pena quando dá! Mas ainda assim acho que tenho muitos altos e baixos e que deveriam haver mais altos do que baixos… só que isso fica mais difícil quando você já tá passando por outros momentos delicados, como essa coisa de estar meio “sem amigos” e vivendo uma rotina filhadaputa de dormir de 3 a 4 horas por noite, né. Ninguém é de ferro… e é bom que ele entende isso e se multiplica por 10 pra fazer tudo o que eu quero… entre essas coisas está arrumar tempo e dinheiro pra bancar uma passagem de avião e vir pro Brasil por 5 dias pra me ver just because I want to!!! Mas vamos combinar que isso é o mínimo que ele deve fazer, né? Hahahahahaha!

Meu pai ficou tão impressionado que ele veio MESMO pro Brasil e ficou só 5 dias que deu até um presente pra ele!!! Disse “esse meu genro é um cara legal mesmo, saiu do Afeganistão, foi pra Inglaterra, da Inglaterra pro Brasil e de volta pro Afeganistão só pra ver minha filha. Merece um agrado do sogrão!” TIPO ISSO… aí deu um livro do Pelé pra ele, hahahahahaha meu pai é o mais fofo dos pais do mundo!!! Como pode! O gringo nem merece um sogro tão gente fina, na boa!

Enfim, nem me imagino sem o boyfriend nessa altura do campeonato, ainda mais quando eu analiso o mercado de machos e vejo que a coisa tá feia!!! Vocês concordam comigo? Sério, compartilhem suas opiniões… MANO, só vejo carinha tosco, sabe! E não tô dizendo de beleza, tô dizendo de conteúdo mesmo! Só candango!!! Meu ex-namorado, que com certeza vai ler isso aqui porque ele super curtia meu blog, era um cara puta gente boa, inteligente, bonitão, cheio de planos, falava e escrevia direito, curtia música decente, tinha um hobby, tinha amigos, me tratava bem… acho que tive sorte nesse sentido, mas o motherfucker me traiu com uma colega na farra só para quebrar o encanto, hahahahaha! Se não tivesse traído, not sure se eu voltaria com ele um dia porque amo o gringo, mas por que diabos não fazem mais homens desse tipo? Só vejo filhinho de papai pegando 10 nêga de uma vez na balada, ou funkeiro escroto (sem preconceitos, é que não fazem meu tipo), ou mané do sertanejo que só quer farra, ou escreve tudo errado, ou sei lá… e os mal vestidos? Gente, me visto super mal, I know, não tenho a menor noção de moda… mas esses carinhas de corrente no pescoço, regata e bermuda de surfe… ave!!! Tá cada vez pior achar algo que preste. ENFIM! Que vida injusta!!! E os lordes que sobram, lindos, cultos e bem vestidos… são quase todos gays :( Que sorte dos outros gays que têm tanto homem gente boa e gatão dando mole pra eles enquanto nós, pobres mulheres, estamos com o mercado cada vez mais enxuto. INJUSTO!

Daqui 2 semanas o gringo vem pra cá pro meu birthday pra ficar 5 dias de novo. Tô super feliz! Penso que se passamos por tudo isso juntos e se chegamos até aqui nessa situação que só tende a melhorar, é porque tem motivos suficientes pra dar certo, né? Alguma coisa nessa vida tem que me dar alegria!

Não sei mais sobre o que escrever… queria falar sobre minha host family, minhas kids… o quanto sinto falta deles, o quanto choro quando vejo foto, o quanto quero morrer quando penso que vão esquecer de mim logo, logo… mas isso fica pra outro post!

BEIJO enorme e obrigada por terem lido o post todo ou parte dele e por continuarem acompanhando meu blog, mesmo que eu seja agora uma pessoa chata e insignificante hahahahaha

:********************


Comentários

Comentários

41 Comments

  1. Carol Annoni   •  

    Adoreeei o post Biiia… vc eh sensacional.

  2. Fernanda Galera   •  

    Menina Bia, não fique assim. Eu meio que me vi na sua situação, mesmo que eu esteja levando uma vida completamente diferente. Ainda não fui viajar, mas me sinto tão sem amigos aqui, sabe? Todos eles vieram, fizeram um pagode no meu coração (que cafona) e foram embora sem apagar a luz. Todos. Todas as pessoas tem algo melhor pra fazer do que falar comigo. Aí acontece que por um lado, eu não tenho mais coragem de ser amigo de ninguém e por outro, quando alguém vem cheio de carinho eu já deposito uma confiança sem querer, que tem mais a ver com esperança e carência. Enfim: se for pra desabafar com estranhos, desabafe. Eles nunca vão te decepcionar. Eu não sei onde vc mora, mas qualquer coisa add no skype! (nandagalera). Abraços e boa sorte!

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Ai, Fer… que fofa você. Super me identifiquei! A vida é assim mesmo, vamos levando.
      Você escreve super bem, adorei as metáforas (até a a cafona, hahaha).
      Beijo grande e obrigada!

  3. Rafaela   •  

    Oi Bia, é a Rafa, sua colega de Natura :)
    Aquele dia você comentou do blog e vim dar uma olhada, seus posts são demais, a gente começa a ler e nao consegue parar!! haha
    Poxa Bia, não sabia que você curtia um rolês de rock, demorou pra gente combinar algo, eu adoro!!!
    Qualquer dia eu conto da minha adolescencia metaleira de cabelo veremelho e coturno hahaha
    beijos!

    • Beatriz Morgado   •     Author

      RAAFAAAAAA! Que vergonha! Não acredito que você veio parar aqui de verdade, hahahaha
      Obrigada! Escrever é minha paixão mesmo, todo mundo diz que quase consegue ouvir minha voz quando escrevo! Engraçado isso…
      Tb não sabia que você gostava de rock! Jamais imaginaria! Vamos super combinar, tô precisando de companhia, como você pode perceber no post!
      Quero mto ouvir suas histórias!
      Beijão!!!

  4. Daiane Kotarski   •  

    Ai Bia… Só tu pra me fazer rir ‘sazoras’ hahaha
    Adooooreeeei seu post! Por algumas vezes pude ouvir vc falando… Hahaha
    Saudades de tu tatuuu!
    Bjoooo

    • Beatriz Morgado   •     Author

      DAIIIIII, que saudade!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  5. Filipe Santos   •  

    Curti muito seu blog, mas eu fiquei chateado que você fala de Au pair como se não houvessem meninos também na função. hahaha Acho muito legal a maneira como você escreve e até dou umas risadas porque fico imaginando você falando, mesmo sem te conhecer hahahaha. Continua postando :) Beijos.

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Filipe, meu bem!!! Sem dramas!
      Não sinta-se assim! Eu tenho amigos Au Pairs meninos, já escrevi post sobre au pair meninos… é que falo mais com o público feminino porque sei quem são as meninas que leem, comentam e que são maioria. SORRY!!!!!!!! Prometo que vou maneirar da próxima vez :P
      Obrigada pelo comentário, fico feliz em saber que tenho outros tipos de público hahahaha
      Beijãozão!!!

  6. Livia Pinheiro   •  

    ….só pq é meu blog preferido e pq em dois meses vou passar por todos os perrengues que vc passou, vou ter que enfrentar um ano longe do cara mais bacana que já tive ate hj, e pq me te entendo completamente pelo fato de nunca ter cia pra programas de menininha, de não gostar de baladas, pagodes, sertanejo e mto menos das correntes e bermudas de surf..que parece que é só o que tem por aqui, e pq acho que se a gente morasse mais perto e tivesse tido a chance de sair mais juntas eu ia ter passado mto menos tempo sozinha em casa vendo series ha uns tempos atras… E a faculdade , pqp….a sorte é que acaba, e pelo menos o que vai ficar vai ser o emprego dos sonhos..isso que importa!

    • Beatriz Morgado   •     Author

      A vida foi muito injusta de ter separado a gente, Lí!
      Teríamos sido aquelas amigas inseparáveis, não acha? hahaha
      Aproveite MUIIIIITO! Os perrengues serão mínimos perto de todas as coisas boas que você vai viver… believe me!
      Beijo com saudade!!!

  7. Laís Caprice   •  

    Biia, eu ainda não terminei de ler este blog!

    Eu estou em junho de 2011, mas eu comecei ontem, né rs
    Mas assim q vc me respondeu o email, eu vim correndo ler o post quentinho.
    Eu super me identifico com isso, e estava pensando sobre isso hoje mesmo; acredito que exatamente por isso eu preciso viajar e vivenciar essa nova experiência, e bem rápido…

    Vou resumir brevemente minha história.. não tenho mais mamãe, fazem 9 anos, e perdi meu papai tem menos de 1 ano, e atualmente estou desempregada, me preparando e fazendo mil planos p a viagem! E como todo mundo trabalha, ou estuda, ou os dois, enfim… Eu fico a maior parte do tempo sozinha, aí vc imagina se eu não estou pirando.

    Sempre que quiser desabafar, “É NÓIS!” Tamo junto girl.

    Beiijo

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Menina, força na peruca e corra atrás do seu sonho. Sério.
      Acho que vai ser uma super experiência na sua vida… quem sabe você não encontra um bofe e fica por lá mesmo? hahaha Perdi as contas de qtas amigas Au Pairs continuaram com a vida assim!
      Novamente, desculpe pela demora em responder o email, espero ter te ajudado e continuar ajudando de alguma forma!
      Beijão e obrigada por ter voltado aqui =) Boa sorte!!!!!!!!!!!

      • Laís Caprice   •  

        Estou correndo, e fazendo de tudo para que ele se torne realidade!

        Minha mãe dizia: Corra atrás dos seus sonhos, e quando as coisas ficarem difíceis, e elas VÃO FICAR, NUNCA, MAS NUNCA DESISTA!

        E isso eu tenho levado como lema p a vida toda, sabe?

        Como vc disse: “Quem acha que a melhor fase da vida foi durante a infância, é pq ainda não foi intercambista” rs sendo assim, aposto todas as minhas fichas nisto hahaha

        Acompanho cada pequeno detalhe do seu blog, suas dicas super hiper ultra mega master blaster úteis!

        E muitas vezes imagino vc contando mesmo, como se pudesse ouvir sua voz, dizendo suas experiências!

        Eu que agradeço, ajuda siim, e mto!! Quem sabe né? Vamos torcer huahauhaha e toda sorte do mundo com vc e seu gringoo!

        Só me tira 1 duvidazinha?

        Vi no post fazendo as malas, q vc levou 18 cartelas de anticoncepcional, enfim, eu tb tomo, de uso contínuo.. Deu algum problema embarcar com isso? A moça da CI disse que eu tinha q passar no ginecologista lá, e pegar a receita, ou arriscar e eles pegarem e entenderem como contrabando, e eu fiquei meio :o

        • Beatriz Morgado   •     Author

          Florzinha, te respondi por e-mail junto com alguns bafões que você vai adorar hahahaha
          Mas ó… resumindo: leve receita só por precaução! Levei 18 cartelas, tirei todas da caixa e enrolei a receita médica nelas, caso pensassem que era contrabando e encanassem com a quantidade de remédio.
          Não custa nada explicar a situação pra sua médica e pedir pra ela escrever uma receita :)

          Beijão!

  8. Kainara Mello   •  

    Oi minha mimada preferida! Menina difícil, viu…. Hahahaha

    Flor, quase chorei, minha best forever, can’t wait to see you. Nóis vai ter muito fun together nessa vida ainda. E que orgulho desse texto mega, que prende a atenção do leitor. Quero escrever assim quando crescer, você sabe que você é minha blogueira inspiradora. Ah, e acho que precisamos skype mais, me atualizei sobre o Tom nesse texto.

    Saudades imensas, jajá eu chego no nosso Brazilzão.

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Oiiiiii amiga!!!
      Você por aqui!!! Já viu que virou personagem principal das minhas aventuras, mesmo estando longe de mim, né?
      Precisamos skaipear urgentemente… ou então, até te espero voltar pro Brasil! Eeeeeee, nem acredito que você tá voltando!!!!!!!!!!!!!
      Beijos com saudades, love u!!!

  9. nique   •  

    quando quiser sair por aí, falar merda ou ir ao cinema assistir filme de menininha me liga.

    • Beatriz Morgado   •     Author

      ai amiga, você não vai levar o bofe e deixar ele sentar no meio da gente? hahahaahahahahahaha

      • nique   •  

        ahsuahshuhsausaha claro que não.

        essa semana eu fui soziiinha no cinema!

  10. Bianca Bianchini   •  

    Biiiiia, hallelujah vc escreveu aqui! hahahaha

    sem reclamações, saquei como tá tua vida! hahaha

    Mas mulheer, não desanima, como já comentei, o seu blog é o único que ainda leio de allpoor…rsrs é o unico que vale a pena (de todos que eu já vi) os outros são sem-graça e cheios de blablablá.. please keep posting!

    Voce é Bia Morgado, não combina esse estilo down com vc, mesmo vc sendo intensa.. rsrs continua inspirando as culega !!

    FORÇA gata, e tira essa força da sua familia e do british.. hahaha everything is gonna be allright!

    – não esquece de publicar o livro!!

    beeeeijos!

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Ai, Bi! Que fofa vc… como sempre! Hahaha!
      Esses momentos passam, eu sei, mas tb tem que ser vivios, né? Fazer oq! hahaha
      Eu quero tanto que esse livro dê certo… mas tá difícil conciliar todos os meus planos mirabolantes com a vida louca que tô levando! Mas prometo não abandonar a causa!!!
      Beijão e obrigada pelo comentário =)

  11. Larissa   •  

    Bia, achei seu blog justamente pq já fui au pair (na Irlanda) e tô levando uma vidinha tão medíocre aqui no Brasil que estou quase decidida a tentar essa vida novamente (dessa vez nos EUA)… Sabe qual é a minha sensação de todos os dias? Foram 7 meses morando na Irlanda e VIVENDO contra 2 anos de Brasil SOBREVIVENDO… Olha, nós não nos conhecemos, não somos amigas e talz, mas me identifiquei MTO com o que vc escreveu aqui, desde que voltei as amizades nunca mais foram as mesmas e ainda me sinto bastante sozinha às vezes, mas à parte disso, percebo que vc tem uma família maravilhosa, uma oportunidade de ouro profissionalmente falando (Natura é uma empresa sonho pra se trabalhar) e ainda tem a super história de amor que dá um livro, rsrs! So, agradeça a Deus pelas super aventuras que viveu e boa sorte nessa nova aventura que é a “vida real”! Pode não ser uma aventura à altura do dia a dia que vc já teve como au pair, mas as suas oportunidades são claramente abençoadas! ;)
    PS: Mas se decidir fazer o programa novamente avisa, pq eu tô quase decidida! hahaha
    Bjos!

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Oi, Lari! Que demais a sua história! Ainda não conheço a Irlanda, tô doida pra ir pra lá. Você curtiu???
      Pois é, menina… não é fácil voltar, não é fácil se readaptar… impressionante como a gente muda, como tudo muda… e eu sei do valor que todas essas coisas que você comentou têm, então tento me apegar nisso ao máximo!
      Acho que vai ser bem difícil eu fazer o programa novamente, mas pode deixar que eu te aviso hahahaha
      Beijão!

      • Larissa   •  

        Então Bia, a Irlanda é mágica! Eu amei morar lá! A cultura, a receptividade dos irlandeses, as paisagens lindas de Dublin ao interior.. Tudo muito apaixonante! A única coisa que quebrava um pouco o encanto era o clima, aquele vento que parecia que ia me levar qlq dia era meio punk, mas nada que 1 pote de Haagen Dazs ou Ben & Jerry’s de 2 euros não fizesse valer a pena! hahaha

        Em breve tomo minha decisão sobre ir ou não, se eu optar por au pair nos EUA te conto! ;)) hehehe

        Beijão Bia!

  12. Paty Waetge   •  

    Mesmo se eu considerasse fazer um blog algum dia, eu acho que deixaria pra la e começaria assinar embaixo do seus posts! Haha Tirando a parte do fairy tale do seu boy, me identifico mtooo com mta coisa do que vc diz!

    Muito difícil mesmo não viver no padrão de vida estabelecido para nossa idade (me referindo às saídas, músicas…) e depois de ver que se pode ter qualidade de vida nos EUA, se acostumar com a realidade do Brasil.

    Dito isso por isso que eu proponho: BIA, QUER SER MINHA AMIGA?

    Hahahaha

    • Paty Waetge   •  

      “Dito isso por isso”…. ooops haha

    • Beatriz Morgado   •     Author

      AMIGAAAAA huahuahauahuahuahua!
      parece que já te conheço há anos, anyway :*

  13. Flávia Gazeti   •  

    Oi tudo bem? Eu também moro em campinas e sou au pair na holanda,volto para o brasil na sexta e acho que vai acontecer algo que aconteceu com você comigo. Eu acho que quando voltar para o brasil,meus amigos também tem esse lance de balada e eu nem curto e todo mundo tem namorado (a) grude. Enfim,acho que vou me sentir sozinha (meu namorado vai ficar na holanda porque ele é holandês) e eu nao melhorei o meu inglês perfeitamente aqui. Se você quiser dicar da holanda e puder me dar dicas do eua, gostaria de te encontrar para um café sei lá. adoro o seu blog! E eu gostaria de saber se você trabalhando tanto assim conseguiu fazer cursos de inglês no eua? Beijo

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Oi, Flávia! Tudo bem?
      Tá voltando amanhã? Que emoção =) Podemos marcar um cafezinho sim, será ótimo trocar experiências contigo!!!
      Eu não fiz curso de inglês nos EUA! Na verdade, fiz de francês e era só 1x por semana. Aprendi inglês na raça! haha
      Beijão!

  14. Thaila   •  

    Oii Bia!!

    Li o post, só um pouquinho, atrasada. hahaha’ Me diverti demais, principalmente na parte do mercado de machos, você descreveu TUDO! kkkk’

    Tudo de bom sempre pra você! Tu é demais ;)

    Beijo

  15. Ana Elisa   •  

    Me identifiquei muito com esse post. Voltar ao Brasil depois de um ano e meio nos EUA não foi nada fácil, apesar de ter amado rever minha família. Não consegui ficar, vim ser Au Pair na Bélgica por um ano. Voltando ao Brasil de novo, estava namorando um belga e depois de um tempo acabei voltando pra cá pra ficar com ele. Nunca achei que relacionamento à distância dava certo, mas quando é de verdade, parece que dá ;)

  16. Nathalia   •  

    Bia!

    Primeiramente gostaria de dizer que AMEI seu blog e como algumas pessoas disseram por aqui, é sensacional, você começa a ler e não quer parar mais!!!
    Bom, estou te escrevendo porque já venho estudando a ideia de viajar/fazer intercâmbio há algum tempo. Na verdade a atual situação financeira não permite, então a idéia é juntar uma grana durante uns 6 meses e depois juntar mais uma grana da rescisão (sim, sinto que em breve vou ser mandada embora).
    Bia o que eu sinto aqui é o que você sente agora depois ter passado por essa experiência.
    Eu cansei sabe, já trabalhei muito, já estudei muito, não tenho nada o que me prenda aqui, ando desmotivada com as pessoas, com o que eu faço, com a vida que levo, não tenho namorado, e creio que minha família e minhas amigas aguentarão viver sem minha presença por algum tempo rs, eu necessito viver experiências novas, conhecer culturas e pessoas diferentes. E a idéia do au pair é interessante, pelo emprego que é garantido e pelo idioma. Enfim, meu medo, ou melhor o que ainda me deixa um pouco insegura a principio é o fato de eu ter 25 anos, talvez eu esteja velha, não sei.
    Gostaria de saber sua opinião Gabi, o que acha?
    Por enquanto é isso!

    Beijos!

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Oi, Nathalia! Muito obrigada pelos elogios! Fiquei super feliz!
      Eu não acho que você esteja velha! Pode parar com isso… acho que nunca estamos velhos demais pra viver uma experiência rica dessas! Vá com tudo! Mas não espere demais, pois o programa só aceita meninas até os 27 (com agência, claro).
      Se sua vida tá chatinha aqui, talvez seja a oportunidade de dar uma sacudida… o importante é sair da zona de conforto e viver!!!
      25 anos… velha? PELAMOR! Eu tô com 24 e doida pra me enfiar numa dessas de novo hahaha
      Beijo grande e espero ter te motivado um pouquinho!!!

  17. Felippe   •  

    primeiro post que eu leio e acredite eu curti bastante. =]

  18. Karol   •  

    Ahhhh ja estou chorando lendo e olha que nem meu app eu entreguei ( nao consigo a porra da assinatura do medico)
    Mas já estou sofrendo por antecedencia e com medo de voltar e ficar sem amigos ahhaahah
    Espero que eu volte realizada como você, e tudo vai ficar bem com vc e seu boy magya gringo.

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Que lindaaaaa, Karol :)
      Obrigada!!!
      Beijão e boa sorte pra você!!!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *