FAQ #1: O primeiro FAQ de uma pergunta só.

Rélôu, pipou!

Não tive aula na faculdade hoje e, adivinhem só… tive algumas horas livres no dia para poder me dedicar ao blog, considerando que boa parte dos meus trabalhos a serem entregues estão em dia! Parece um sonho :)

Decidi criar uma série de posts com perguntas frequentes que recebo sobre o mundo Au Pair para aliviar um pouco o desespero de quem está cheio de dúvidas e, também, minha caixa de e-mail que está bombando, hahahaha!

Como eu sei que tem muita gente que lê meu blog mais pelas histórias e fofocas do que para sanar dúvidas sobre o programa, principalmente as meninas que já viveram essa experiência e só querem relembrar, vou fazer uns posts meio misturebas, sem um tema específico, assim não fica tão chato, agrada a todos e ainda fica mais fácil para eu organizar as perguntas que recebo, pode ser? Conforme eu for respondendo as perguntas, vou contando uns casos que aconteceram comigo para exemplificar e tal… espero que assim a coisa flua mais naturalmente! Não suporto escrever post sobre um tema só! Gosto de escrever como se estivesse conversando numa mesa de bar, sabe? Uma hora você tá contando pra sua amiga que tá fazendo uma dieta su-ces-so que emagrece e dá pra comer de tudo e 15 min depois tá dando receita de milk shake maravilha que é a melhor companhia para um domingo chuvoso… bem bagunçado mesmo!

BÃO, como a pergunta que eu escolhi é bem abrangente e tem bastante coisa sobre ela, vou deixá-la solitária nesse post pra não ficar muito grande e chato de ler, tá?! Se você tiver dúvidas que gostaria que eu respondesse num post, deixe aí nos comentários que eu vou fazer um compilado depois, belezura?

VAMOS LÁ:

– Qual a melhor época para fazer Au Pair?

Eu recebo diversas perguntas desse tipo! Não desse jeito exatamente, mas geralmente a menina me conta a vida toda dela, diz que odeia o emprego, o namorado traiu, as amigas estão todas namorando e não saem mais, há pouca perspectiva de crescimento no mercado porque as melhores ofertas exigem inglês avançado, se acham velhas demais para uma aventura dessas e por aí vai.

GENTE! Essa é a pergunta mais difícil de responder do mundo… e são geralmente as perguntas que eu deixo de stand by, pois tenho que pensar muito bem no que vou responder e me colocar no meu lugar… quem sou eu pra dizer pra uma pessoa quando é a melhor hora pra ela fazer algo da vida? Mesmo assim, muitas insistem para que eu dê minha opinião com base na minha experiência, então… lá vai:

Se você odeia seu trabalho e essa é a única coisa que você faz da vida: VÁ! Vá e pronto. Não há do que se arrepender, a não ser que seja um super emprego, com um super salário e que, no fundo, você até gosta. Quando voltar dos EUA (se voltar), vai estar com o inglês afiadíssimo. Isso, com certeza, vai te ajudar a encontrar um emprego melhor, dar um up no currículo e tudo mais.

Se você está na faculdade, de saco cheio, e fica na dúvida se deve trancar e ir e terminar depois ou se deve esperar se formar e ir depois da faculdade: essa é uma pergunta bem relativa! Eu, como vocês já sabem, tranquei minha faculdade e fui. Acho que fui na época certa, pois eu tava de saco cheio de tudo na vida: do trabalho, da faculdade e sofrendo por um bofe. Tudo conspirava para que eu sumisse deste país por um bom tempo! NO ENTANTO, a volta é meio traumática quando você ainda precisa voltar pra faculdade! Pelo menos, pra mim, foi… e continua sendo. Eu sou a mais velha da minha classe, não tenho mais saco pra vida acadêmica, a galerinha não tem o mesmo ritmo [lento] que eu… e sonho com o dia em que terei meu diploma na mão! Às vezes, me pego pensando se não teria sido melhor eu me formar e depois ir.

Mas aííí… vejo algumas amigas minhas que foram depois da faculdade e que estão com mais dificuldade na readaptação em solo brasileiro! Depois de 1 ano ou mais fora do país, se você tiver a faculdade pra continuar, pelo menos tem um “norte”, uma direção pra seguir. Sendo estudante, você pode conseguir um emprego de estágio com mais facilidade, principalmente porque a maioria exige inglês do intermediário ao avançado e, acreditem, são poucos estagiários no mercado que cumprem o papel. Fazer alguns cursos de especialização também é uma boa, caso você não consiga um emprego “logo de cara”. Com inglês na ponta da língua, acho difícil! Você pode dar aulas de inglês para juntar uma graninha, trabalhar em agências de intercâmbio, de viagens ou hotéis… eles tão doidos pra contratar gente como a gente! PORÉM, se você já se formou e sua única experiência depois de graduada foi ser babá, acho que dificulta um pouco o processo. Essa é a impressão que EU tenho pelas histórias que eu conheço e pela minha própria, mas é difícil de dizer. Minha opinião final é: tranque a faculdade e vá. Depois você se vira nos 30. Se você já é formada, vá de qualquer jeito! Não deixe esse texto te abalar, gata.

Tenho namorado e não sei se ele continuaria comigo se eu decidisse fazer intercâmbio por 1 ano: GATA, NUMA BOA, PENSE EM VOCÊ APENAS. Seja extremamente egoísta nesse ponto, principalmente se for um namorico que começou há pouco tempo e está no auge da paixão. Se for um namoro de, sei lá, 3, 4 anos… pense 2 vezes. Coloque na balança se tudo o que você faria pelo bofe, acha que ele faria por você também. Pense no seu futuro, pense nos seus maiores planos de vida, pense nos seus sonhos (ignore a parte do vestido de noiva), pense nos lugares que sempre quis conhecer e no emprego que sempre quis ter. O bofe se encaixa nesses planos? Lindo, é o cara da sua vida. Vá, continue com ele, veja no que dá… se for pra ser, vai ser. Pra mim não tá sendo? Namoro à distância FUNCIONA SIM, basta ambos quererem e basta largar mão de preguiça de fazer dar certo. Não é fácil, mas se vale a pena, seja macha e faça acontecer! (Falou a menina que chorou meses no travesseiro com saudade do gringo, hahahahaha, bem feito pra mim, mas façam o que eu digo, não o que eu faço, #ficadica). Se o cara largar de você no meio do caminho e não te admirar por correr atrás dos seus sonhos, mande ele pro inferno e deseje, com todas as suas forças, que um dia ele tenha uma namorada bem chata e burra e que faça morrer de saudade de você, linda, inteligente e bilíngue todas as noites!!!

Tenho mais de 24 anos e me acho velha demais para ser Au Pair: ah, fia!!! Bota um Natura Chronos (olha o merchan) nesse rostinho e vá ser feliz! Dá pra ser Au Pair até os 27, então, ainda dá tempo! E sabe o que eu acho? Quanto mais madura você estiver, mais vai se dar bem na terra do Tio Sam! Vai voltar toda, toda… pronta pra dominar o mundo. OU, sei lá, pode arrumar um gato por lá mesmo, fazer uma pós ou uma faculdade mesmo, caso ainda não tenha, largar a vida de babá e pegar uns bicos na Macy’s… fazer bicos de NANNY, não Au Pair, e ganhar 40$ POR HORA (!!!) sei lá… mudar de vida. Tudo pode acontecer, mas só acontece se você tirar a bunda grande do sofá e for atrás de tudo que tem vontade! (Gente, ridículo eu dando esses conselhos, porque não faço nada disso, só penso! É tão mais fácil ficar reclamando da vida do que levantar e mudar alguma coisa, né? Mas, AGAIN, sigam o lado sábio de Beatriz, não o preguiçoso).

Tenho menos de 21 anos, ainda nem entrei na faculdade e acho que quero ser Au Pair: sempre deixei muito clara minha opinião sobre menores de 21 anos vivendo de Au Pair, né. Sei lá, rola uma divisão muito clara nos EUA entre as maiores de idade e as menores de idade. Lá, se você tem menos de 21, não pode fazer nada de fun!!! Nada de baladas, nada de lugares que vendem alcool depois das 21h (isso tudo depende do estado, né… na Pensilvânia é bem rígido o negócio), nada de passear no calçadão da praia à noite (a polícia te manda pra casa, tem curfew), nada de viagem pra Vegas com tudo que se tem direito… é uma patifaria. Você vai ficar no grupinho das Au Pairs que tomam sorvete e fazem picnic no parque nos fds. Se você é mais recatada, mais religiosa, mais tranquilona, acho que ok, vai encontrar sua turma e fazer amigos, é claro! Mas se é do tipo que quer viver intensamente uma mega experiência e se tá acostumada com balada no Brasil desde os 16, 18… pense bem. Melhor esperar completar 21 e embarcar! Ou deixe pra completar 21 lá, que é melhor ainda, mas bem no começo do programa!

Acho que por hoje é só, pessoal. Tem mais alguma dúvida desse tipo que vocês gostariam de saber a minha humilde opinião? :) Perguntem aí!

Espero que eu tenha tirado pelo menos algumas pulgas de algumas orelhas, hehe!

Beijo procêis tudo! AAAAAHHHHH, não esqueci do post de julho com novidades que eu fiquei devendo… vou contar os babados depois!!! Mega atrasada, mas beleza!



style=”display:inline-block;width:468px;height:60px”
data-ad-client=”ca-pub-2580366471787226″
data-ad-slot=”8072740196″>

Comentários

Comentários

36 Comments

  1. Marília   •  

    Bia, AMEI esse faq… juro!
    Hoje eu estava tão deprê por já ter 24 anos, e estou pensando em começar meu processo com 25… daí bateu aquela coisa de “tô velha demais e se não der certo?”. Agora de noite vim dar uma olhada no faq e pronto, xô deprê, bora colocar um Natura Chronos e ser feliz! hahaha

    Beijos e muuuuito obrigada pelos sábios conselhos ;)

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Eba!!! Que bom, Má!!!
      Deixa essa deprê pra lá e corra atrás do que você realmente quer! Nunca é tarde pra fazer o que a gente gosta!
      Beijos e obrigada pelo comentário!

  2. Amanda   •  

    Amei a ideia do FAQ !!!
    Vc escreve bem e de uma forma divertida e clara.
    Tenho 24 para 25 anos, já to usando Avon Revew hahaha !!!
    Beijoss !
    Ps. sempre li seu blog, mas só agora tomei vergonha na cara de comentar ! :)

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Oi Amanda! Super obrigada!!!
      Só uma coisa: não usa Renew não, usa Chronos! Hahuahauhauahuahaua!
      Beijão!

  3. Mayara Fortino   •  

    Olá Bia!
    Tenho 17 anos, e bom, quero muito ter essa experiência como au pair no fim do ano que vem, uns meses depois que eu completar 18 e tirar minha carta. Quero fazer isso antes mesmo de entrar na faculdade. Me formo no ensino médio esse ano, e o curso superior que escolhi é o de Relações Internacionais, que exige um inglês fluente e um idioma secundário também. Meu foco em relação ao au pair seria melhorar meu nível de inglês e adquirir um diferencial, é mais pra aperfeiçoamento, e não curtição.
    Acha que vale a pena? É mais difícil conseguir um match sendo menor de 21?

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Oi, Mayara! Tudo bem?
      Eu acho que para o seu caso o Au Pair não é o programa mais indicado, a não ser que você realmente ame crianças e esteja disposta a se dedicar ao trabalho de babá, pois isso é o que vai ocupar a maior parte do seu tempo durante o intercâmbio. Tem que gostar pelo menos um pouco do que fazer, senão você não sobrevive!
      Se você tiver bastante experieência com kids, não importa sua idade… mas se tiver pouca experiência e ainda for menor de 21, acho que conseguir um match fica bem difícil. A maioria das famílias preferem meninas mais velhas por acharem que são mais maduras e responsáveis, o que nem sempre é verdade.
      Lembre-se que se esu objetivo é focar no inglês, talvez você nem tenha tanto tempo pra estudar! Eu mesma nem cheguei a estudar inglês, fiz curso de francês 1x por semana, 2 horinhas de aula e pronto… aprendi pouca coisa. O inglês que aprendi foi \”de rua\”, de conversar com as pessoas, de ver TV, de pegar livros na biblioteca e ler… mas isso você pode fazer em outros intercâmbios sem \”passar perrengue\”.
      Você chegou a dar uma olhada em curso de inglês intensivos? Tem uns de 6 meses nos EUA, algunos no UK e Irlanda… talvez, pra você que ainda é novinha, seja a melhor opção!!!
      Mas se quiser encarar o negócio, conte comigo pra te dar todo o apoio possível, pois é uma experiência muito rica na vida… e é muito mais do que aprender uma nova língua!
      Beijos e boa sorte na sua decisão!

  4. Fernanda   •  

    Oi Bia, tudo bom? (super íntima né haha)

    Então, não sei como, mas acabei encontrando teu blog aí pela internet e, preciso dizer, li quase todos os posts!! /alok e também, meio que foi uma ~luz~ pra mim. To mais ou menos como vc tava quando decidiu ser au pair, sabe? de saco cheio da faculdade e tudo mais. Aí li esse post e começo a pensar seriamente em trancar tudo e ir haha daí fico com preguiça pq já to no 5º semestre de PP (e gente, qqiço com PP que já vi várias au pairs e ex-au pairs que se formaram e não gostaram ou trancaram a facul pra ir – e era jsutamente esse curso… weird hehe) e meio que falta pouco, dai fico dividida entre ir depois de formada (o único problema é ter saco rpa aguentar até a formatura HAHA

    Mas enfim, além de deixar meu leve desabafo aqui, queria te parabenizar pelo blog, li várias dicas úteis e caso eu decida mesmos er au pair, serão de grande ajuda no processo. Também super adorei a ~~novela mexicana com o inglês e torço pra que tudo continue dando certo com vocês, de verdade :)

    Desculpa o comentário gigante hehe
    Beijo :*

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Oi, Fer! (Super íntima tb, hahaha)
      PP é uma faculdade muito cheia de firula, muito trabalho, muita dor de cabeça… é muito fácil encher o saco dela, fala sério!!! Deve ser por isso que tem tanta menina que entra numas, tranca o curso e vai ser Au Pair! Eu sou uma delas hahaha e faria tudo de novo :)
      É uma decisáo bem grande mesmo! Eu tranquei a faculdade quando acabei o 4º semestre. Agora, tô terminando o sexto! Rumo ao último ano… nem consigo acreditar que tive saco pra chegar até aqui!!! Mas ainda tem chão pela frente!

      Muito obrigada por compartilhar sua história! Me identifico muito com cada uma das pessoas que comentam aqui, mesmo que sejam super diferentes de mim!
      Ah, adoro comentários gigantes! Pra mim, MAIS é MAIS hahaha fique avonts!
      Beijo grande e boa sorte com a faculdade e com as suas decisões!

      :)

  5. Mayara Fortino   •  

    Obrigada por me responder! Achei seu blog faz uns dois meses, leio pelo menos uma das suas postagens todos os dias! <3 Eu amo crianças, tenho primas pequenas, e tenho uma relação muito fácil sabe? Não só com minhas primas mas com crianças em geral. Eu estou disposta a ser voluntária em creches pra adquirir a experiência necessária e até mesmo pra me sentir mais segura, não teria coragem de me prôpor a cuidar de uma kid sem saber fazer isso de maneira responsável sabe? Então, em relação aos estudos, eu achei uma vertente do au pair "tradicional", é o au pair educare. Nesse programa a bolsa de estudos é de $1000, a carga horária semanal é de 30 horas e devido a isso o salário é um pouco menor, ah e as crianças são um pouco mais velhas, já estão em idade escolar e tudo mais. Eu gostaria muito de fazer um curso intensivo, porém o preço é algo absurdo! E além do mais eu acho que a experiência como au pair é muito mais intensa, você acaba mergulhando na cultura, sai "de baixo da asa" da família, passa por situações difíceis, aprende com elas, amadurece, enfim, ainda tenho um tempinho até me decidir :)

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Oi, Mayara!
      Menina, então… SE JOGA!
      No último comentário, você não havia citado esse amor por crianças! E só de você estar disposta a voluntariar para adquirir experiência, já é um grande passo!!!
      Eu conheço o programa Educare, acho que pra você seria a melhor opção mesmo! Só não conheço ninguém que foi Au Pair nesse esquema, então não sei se realmente vale a pena! Mas ó… depois disso tudo que você me contou aí, acho que vale a pena arriscar! Vai ser uma mega oportunidade pra você! COmo disse, a experiência de Au Pair é muito rica, muito intensa… vc vai amadurecer muito! Eu voltei outra pessoa… e me achava super madura haha
      Boa sorte!!! Espero que dê tudo certo pra vc, garota :)

  6. Nathalia   •  

    Ei Beatriz! Tudo bom?

    Queria saber se eu indo pros states como au pair sou obrigada a trabalhar como babá nos 12 meses do programa… ou posso de repente arrumar um outro emprego lá e tudo mais!

    Beeejo!

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Oi, Nathalia! Sim! Enquanto Au Pair, você só pode ser Au Pair! Primeiramente porque o visto te proíbe de trabalhar nos EUA. O J-1 não é um visto de trabalho, é de estudante com a possibilidade de trabalhar como babá, apenas. Fora isso, as agências te proíbem de ter qualquer outro emprego. Se descobrem, podem até te deportar. Situação chata :/
      No entanto, as meninas que tem schedules mais tranquilos, acabam fazendo uns \”freelas\” de babá para outras familias aos fins de semana ou em festinhas de aniversário. Acho que aí é tranquilo e é ótimo para ganhar uma graninha extra!
      Ah, eu tinha amigas artistas que participavam de exposições e tal… e acabavam vendendo suas obras. Aí era tranquilo tb!!!
      E eu também fazia freela de social media e escrevia para o blog do STB… eu tinha contrato e tudo com eles. O que você não pode é arrumar outro emprego presencial nos EUA.

      Beijos querida!!

  7. Angélica   •  

    Biia !! vc é muito boa nisso rs .. Fiquei feliz com o retorno no Blog e gostei das perguntas ;)
    Bjooos

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Obrigada, querida!!!!!!!
      Logo, logo entro de férias na faculdade e pretendo atualizar o blog com mais frequencia =)

  8. Carol   •  

    Bia, acho que minha sugestão é meio clichê, mas eu gostaria de ler alguma coisa comparando os prós e contras de ser Au Pair, especialmente no sentido de “abandonar” o namorado. Pelo que eu tinha entendido, você namorava antes de ir, mas lendo esse post [frase: (…) sofrendo de amores por um bofe”] fiquei confusa. rs

    No meu caso já estava praticamente decidido sobre o intercâmbio, eis que surge o digníssimo e, dois anos depois, ainda estou balançada com o programa. É foda (desculpa o palavreado), nunca imaginei que um dia pensaria assim, sempre pensei +/- nessa linha de raciocínio de quem tinha dúvidas desse tipo: “Aff, menina louca, deixar de fazer as coisas por causa de namorado…”; mas quando o problema é dos outros é bem mais simples, né? E vou te falar, ta difícil achar algo que preste do sexo oposto, viu? rs

    Desculpa o desabafo!

    Beijãozão!

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Oi, Carol!
      Adorei a sugestão! Vou tentar elaborar um post sobre esse assunto! Mas vai ser a minha opinião, né… muita gente não vai concordar, mas ok hahaha

      Eu estava sofrendo por um bofe quando decidi ser Au Pair, foi feia a coisa! Nem namorado era!!! Foi depois de um tempo, quando eu já tava organizando papelada, que conheci um carinha, que virou meu namorado… a gente namorou uns 8 meses! E sim, fui pros EUA namorando, mas como você viu, não deu certo! hahaha

      Eu nunca fui de pensar essas coisas de gente que deixa de fazer as coisas por causa de namorado! Acredito que cada caso e um caso, por isso acho tão difícil escrever esse assunto… tem cara que merece o sacrifício, mas tem tanto fdp que depois vai fazer vc se arrepender de não ter dado um up na vida por causa dele… enfim! É BEM complicado!!!
      Eu já tinha decidido que iria fazer intercâmbio quando conheci meu ex namorado e pOR NADA desse mundo eu desistiria do meu plano! Ele até foi pra lá, tentamos ficar juntos, massssss… acabou-se o que era doce! rs

      Beijossss querida e obrigada pelo desabafo e pela sugestão!! Adorei!

  9. Beatriz   •  

    Oi Bia,

    Sou louca pelo seu blog. Adoro como você conta os seus “causos” , dou muita risada.
    Tenho 22 anos e terminei a faculdade em Julho e estava sem perspectiva de conseguir trabalhar na área em que eu gosto. Sempre tive muita vontade de conhecer lugares e pessoas novas. Amo crianças e acabei de ficar online.
    Nesse meio tempo meu namorado de 4 anos fez a fatídica pergunta ” Ou o intercambio ou eu.” Escolhi o intercambio, pq nunca conseguiria conviver com uma pessoa que não apoia os meus sonhos.
    Vamos ver o que os EUA reservam pra mim.
    E espero ser um pouquinho como você, sempre otimista.
    Obs.: e sonho trabalhar na Natura um dia! hahahah
    Beijo, Bia

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Oi, chará!!!
      Deixa esse namorado boboca pra lá e siga seu sonho, fia!!! Tenho certeza que essa experiência vai te dar muito mais alegria do que um cara que tem a imaturidade de pedir pra você escolher entre ele e o intercâmbio, que só vai te render bons frutos na vida :)

      A Natura é um sonho mesmo!!! Espero que voce realize ele tb :)
      Beijos e boa sorte com tudo!!!

  10. Mariana   •  

    Beatriz, adoooooro seu blog, vc sempre retrata as coisas de uma forma muito divertida :)
    Bom, já que tds estão contando os seus casos, dilemas, obstáculos e etc (namorado x intercâmbio, faculdade x intercâmbio, idade x intercâmbio, etc…) vou contar o meu também.

    É o seguinte, tenho 25 anos e estou no 6º (de 8) da faculdade. Estudo biologia, já tranquei 2 semestres (não seguidos) para fazer um estágio em Tocantins e outro em Tefé, AM. Vou trancar de novo para ser au pair. Meu maior problema (e na vdd o que me impediu de ir antes) é a bendita da cnh e direção. Enfim, tirei a cnh agora mas não dirijo. Não tenho carro pq moro muito perto da Universidade, a cidade onde moro tem um transporte público e tbm não tenho $$$ com essa vida de pobre estagiária e bolsista de iniciação científica HAHAHAHAAHHH. Como eu vivo só com a minha mãe e ela tbm não tem cnh, é difícil para mim arrumar um carro para dirigir. Pensei em comprar um carro (minha mãe disse que dá uma força$$$) com uns trocados que tenho guardado SÓ para dirigir por causa do Au Pair, e depois vender quando eu for viajar. Mas não sei se compensa, pq gastar parte do meu dinheiro (e perder parte dele entre comprar/vender, despesas c/ o veículo e etc) e fora a dor de cabeça de toda a burocracia, para ficar com um carro treinando só por uns 4 meses (pelas minhas contas).

    Enfim, desculpe o BLÁ BLÁ BLÁ eterno, minha pergunta éh… Pensei em pagar aulas de direção para habilitados kkkkkkk, por 1 mês ou mais (tds os dias) para pegar transito de vdd e rodovias na minha cidade (Ribeirão Preto) em horários de pico (coisa que minha irmã não me deixa fazer com o carro dela kkk).

    Enfim, não quero mentir no perfil, vou colocar exatamente assim:
    1- Tenho cnh, sei dirigir, mas não tenho carro meu para dirigir todos os dias pq é caro e no momento não preciso mesmo

    2- Dirijo o carro da minha irmã (com ela junto) duas vezes a 3 vezes por semana, mas ela não me leva para pegar transito de vdd (fico andando pelo bairro e arredores, até pego umas avenidas e vias de trânsito rápido, etc)

    3- Estou pagando por aulas de direção para pegar rodovias e avenidas em horários de tráfego intenso.

    Enfim, gostaria de saber pela sua experiência e de outras meninas que vc conheça se o fato de eu não ter um carro só meu para dirigir todos os dias pode me atrapalhar na hora de conseguir famílias (tipo diminuir o número de famílias interessadas no meu perfil).

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Oi, Mari!!!
      Então, não acho que vá atrapalhar muito, pois talvez você pegue uma família que não precise de Au Pair que dirija! Tenho muitas amigas que nem tinham carro… faziam tudo de trem, a host que levava pra escola… enfim, tem de tudo! Porém, pra se registrar no programa é obrigatório!!!
      Única coisa é que a maioria das famílias ainda precisa que a Au Pair dirija, nem que seja um pouquinho… nos EUA as ruas dos suburbios, onde as familias ricas moram, nem tem calçadas!!! Todo mundo só anda de carro… até pra andar de trem vc precisa ir de carro pra estaçao, pois é impossivel chegar com qualquer outro transporte! Bizarro né.. mas na minha cidade era assim!
      Enfim, nao desista por isso e treine o maximo que puder! Tem outra coisa… la, os carros sao automaticos, BEM mais facil de dirigir. Nao tem erro! É acelerar e brecar.. nao tem essa firula de embreagem que cafundeee a gente hahaha
      Boa sorte =))))))))

  11. Andressa   •  

    Oi Bia!!!

    Seu blog é muito bom gente, incrível.

    Tenho duas sugestões:

    1. Como lidar com os pais que não querem deixar a filha ser babá “porque já investiu muito em mim e na minha educação bla bla bla”

    2. Queria muitooooo ver seu vídeo do application. Vc já postou aqui? =)

    beijos flor.

    • Beatriz Morgado   •     Author

      menina, vou fazer um post sobre esse negócio dos pais que não deixam as gurias irem pra lá… sério, recebi muito e-mail em pânico com esse assunto!
      e sobre o video.. eu tirei do ar, sorry!!!

      beijo!!!

  12. Andressa   •  

    Bia!
    Me identifiquei muito com seu blog, porque ainda estou cursando o ingles e terminando a faculdade. Quero me dedicar ao ingles e trancar a faculdade, mas ja tenho 26 anos, so conseguirei realizar o programa no fim do proximo ano. Sera que tenho chances?

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Oi, Andressa! Você tem até os 27 anos para ser Au Pair com agência! Corre que dá tempo!!! Se você completar 27 anos antes de ir, aí não tem como :/ Mas existem várias famílias que contratam meninas mais velhas. Eles até preferem por serem mais maduras e responsáveis, no geral :)

  13. Marina   •  

    Hello Bia!
    Primeiro digo que tbm adorei seu blog menina, você escreve muito bem, parabéns!
    Bom… meu caso é o seguinte… Sou estudante de engenharia estou no ultimo ano e com formatura quitada para Dezembro, então estou pensando em terminar mesmo a faculdade e depois já no inicio do ano que vem fazer o intercambio. Tenho 22 anos então idade não será meu problema, penso até que será um boa idade para ir e para quando voltar, porém, eu não sei se eu tenho tanta paciência que é necessário ter para ir como Au Pair, mas tbm não tenho condições $$$ para estar indo por algum outro tipo de intercambio que seja de longa duração. Minha mãe sempre diz que pra tudo na vida é existe um sacrifício, e ando reparando que para eu ter uma experiencia fora do país que me proporcione um inglês fluente, minhas condições se limitam ao Au Pair.
    Agora minha pergunta sobre a sua opinião, o que você me diz em relação a eu não ter uma grande afinidade com crianças???
    E outra pergunta que acabou de aparecer rsrs… o que você acha melhor, escolher crianças mais novas ou mais velhas para cuidar?

    beijos e obrigada :)

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Oi, Marina! Muito obrigada!
      Demorei para responder seu comentário porque pensei em escrever um post sobre o assunto… mas agora que meu computador quebrou, vai ficar mais difícil! Então, acho que vale a pena te responder logo 
      NÃO FAÇA AU PAIR! Quer dizer, faça… mas antes, faça vários trabalhos voluntários com crianças, trabalhe em algum creche, cuide do filho do vizinho por tempo integral… não minta horas no seu application como a maioria das pessoas faz, principalmente sabendo que você não tem muito jeito com crianças… faça vários testes aqui no Brasil pra ter certeza que você vai aguentar! haha
      Fazer Au Pair só porque é o intercâmbio mais barato é a maior cagada que alguém pode fazer. A vida lá não é fácil e muita coisa difícil você só acaba aturando por amor às crianças, por paciência, por dedicação a elas… fazer Au Pair não é fazer curso de idiomas e cuidar delas não deve ser um sacrifício… não vai ser fácil, mas sacrifício é muita coisa! As crianças serão sua responsabilidade… e o Au Pair traz muito mais experiência de vida do que um inglês bem falado! Pense bem se é isso que você quer! Eu semrpe digo que gostar de crianças, pelo menos um pouco, é o principal pré-requisito do programa!
      Você pode pegar umas pestinhas, como pode pegar umas kids que vai amar pra vida toda!
      Eu gosto mais de bebês, mas eles tem muito trabalho braçal, cagam pra caramba (e tudo fica na sua unha), vomitam na sua roupa… mas são umas belezinhas!!! Crianças de 4 a 6 anos são as mais difíceis pra mim, porque não curto muito brincar… e as mais velhas são espertas, eu gosto de conversar. Sei lá, depende do seu perfil também!
      BOA SORTE! E conte comigo se tiver mais alguma dúvida!!!
      Beijão!

  14. Chai   •  

    Oi Beatriz!

    Adorei seu blog, parabéns!
    Tenho uma dúvida.. Estou louca pra ser Au pair, mas nunca trabalhei oficialmente com crianças, tipo comprovadamente. Mas eu cuidei do meu sobrinho desde quando ele nasceu, pq na época minha irma estudava ainda. Então eu era responsável por ele quando ela estava no colégio. E eu só tinha 13 anos! Hj estou com 25 e ele com 12, ele me ama tanto que diz que sou a segunda mãe dele. Também cuidei da minha sobrinha, hj ela tem 8 anos. Então tenho jeito com menino e menina. Mas como comprovar isso pra agência?
    Tenho outra dúvida, devido ao meu inglês básico (comecei o curso esse ano) eu pretendia me inscrever no ano que vem, mas completo 26 anos em junho/15. Ainda poderei participar?
    Beijos linda!

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Oi, Chai!
      Infelizmente a agência não aceita cuidar de parentes e tb nenhuma referência de mais de 3 anos atrás, se não me engano.
      A melhor coisa que você tem a fazer é pegar um estágio em creche mesmo!

      Você precisa ter até 27 anos no dia em que for embarcar. Se vc conseguir uma familia antes de fazer 27, tá livre! Pode participar!
      beijos, querida :*

  15. Kenia Driele   •  

    Oi, Beatriz… Tudo bem?
    Tenho 22 anos e estou muito interessada em ser Au Pair.
    Tenho CNH desde os 18 anos, e tenho experiência com crianças quase a vida inteira. Já trabalhei em escolas com crianças, juvenis e adolescentes. e Hoje trabalho em um projeto com aproximadamente cem crianças. Não é fácil, mas amo isso.
    Possuo o inglês básico, e acredito que essa será minha dificuldade.
    Gostaria de saber se isso influenciará muito e quais os problemas que posso enfrentar ao me inscrever através dos dados que te passei.
    Um beijo e até mais.

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Oi, Kenia!
      Depende muito da família! Há muitas que priorizam o inglês por causa da comunicação com crianças, principalmente se forem maiorzinhas! Mas tem umas que sabem que a pessoa é de um país diferente e que vai melhorar quando chegar nos EUA…então depende mesmo.
      Não se preocupe e continue estudando bastante!

  16. Thamilis Nascimento   •  

    Oi Bia tudo bem??

    Sei que sua vida, nesses últimos dias está super hiper mega corrida, em razão do T.C.C..

    Acompanho seu blog desde o inicio, terminei minha faculdade em 2012, cursei turismo..

    Desde então venho VAGANDOO rsrs, pois sem fluência no inglês minha faculdade não serve.

    E ontem tomei minha decisão serei AUPAIR em 2015. Vou correr, atrás e me jogar.

    Tenho outro BIG sonho ser jornalista, minha pergunta é ? Quais as possibilidades de após ou durante o programa ingressar em uma faculdade americana ? Você possuiu conhecimento sobre assunto ?

    Sou super sua fã :)

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Oi Thamilis!

      Existem muitas possibilidades de você entrar numa faculdade americana, você só precisa arrumar alguém para ser seu sponsor, ou seja, assinar a papelada e ficar responsável por pagar as anuidades.
      O que as meninas fazem é trocar o visto de Au Pair para estudante, continuam morando com a família e trabalhando como babá.. aí a família, em vez de pagar a agência de Au Pairs, paga a faculdade pra vc e mantém o seu salário! Esse é o único jeito que eu conheço de fazer isso legalmente, sem ser casando com um americano.
      Mas já aviso que faculdade lá é mais caro do que no Brasil. Por isso que, não sendo americana, você precisa de um sponsor… alguém que se responsabilize pela dívida!

      Beijos e espero ter ajudado :)

  17. Naty   •  

    primeiramente seu blog é mt legal , amando os posts
    bom , eu tenho 18 anos e to terminado de cursa o terceiro ano do ensino medio.Bom eu tava pensando em ser aupair no final de 2015 , pois vo ter 19 anos e nao qro mexer com faculdade pois nao sei aiinda q faculdade cursar , mas vc me fez abrir meus olhos , nessa parte do post ”Tenho menos de 21 anos, ainda nem entrei na faculdade e acho que quero ser Au Pair” , acho q vou esperar o final de 2016 para fazer minha inscrição na CI, ate la ja to com o ingles na ponta da lingua , estou com mais responsabilidade e tbm vou ver se posso ser voluntaria em creche . E se eu conseguir msm, eu qro aproveitar os eua ,sair com os boys de la , é larga essa vida parada da minha pequena cidade
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Obrigada, Naty! hahaha
      Você é uma figura!!! É isso aí, aproveite esse tempinho e capricha no inglês! Logo logo você vai estar toda fluente pra aproveitar mto nos EUA :D

      Beijão!!!!

  18. Thays   •  

    Nossa eu adorei esse post… principalmente que eu estava bem em duvida sobre ir antes ou depois de terminar a faculdade… e quer saber irei antes, e como ja estou no 6 periodo e pretendo viajar só no começo do proximo ano (2016), dando tudo certo no intercambio quando eu terminar minha tão sonhada viagem eu so terei que fazer mais um periodo na faculdade e sair a procura de melhoras no Brasil, com inglês avançado ( assim espero ) !!! ;)

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Eba! Vai dar tudo certo :) Eu tb preferi ir antes! Acho que foi a melhor coisa que fiz!
      Beijão e boa sorte!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *