A Alemanha, o casamento, o visto e por aí vai…

Vocês já viram essa foto por aqui, mas vale o repeteco!

Oi gente!

Decidi dar uma pausa nos meus posts de viagem pra contar um pouquinho pra vocês do que anda acontecendo na minha “vida real”, além das trips e fotos bonitas que fazem parecer que a vida é perfeita e problemas não existem! Mas eles existem e minha vida é normal, cheia de trabalho, perrengue, stress, noites mal dormidas, inseguranças, travesseiro molhado de tanto chorar, grana curta, conta do banco no vermelho, saudade e mais saudade… mas ainda bem que passa eu eu tento compensar fazendo o que mais amo, que é viajar e dar umas bitocas no Thominhas.

Já adianto que esse post será longo e sem muitas imagens, pois nem sei como ilustrar tantos acontecimentos doidos!

Eu to adorando a casa nova (que agora já nem é mais tao nova assim), meu roommate é muiiito gente boa, a namorada e os amigos dele também! Ele é meio (meio?!) bagunceiro, deixa tudo jogado e a cozinha e o banheiro estão sempre um caos, mas eu nem ligo tanto, pois ele é tao bacana com outras coisas que eu deixo passar, tudo pela boa convivência e amizade! De vez em quando me dá um surto e eu faço faxina pesada na casa, lavo até a lata de lixo… mas não dura nem 2 dias a limpeza e ele já tá lá fazendo uma zona!

Quando fiz a entrevista pra conseguir essa casa, a única coisa que meu roommie perguntou era se eu topava de vez em quando, tipo 1x por mês, pagar uma faxineira pra limpar e tal, porque ele não tem tempo e não limpa mesmo! Eu disse que tudo bem. Mas putz… a mulher foi lá 2x desde que eu cheguei e não limpa NADA! Nem o assento da privada, nem o lixo ela tira… sabe aquela coisa de só limpar onde o pé pisa?! Tipo isso. Nem o pó embaixo da cama, nada. Só um paninho na pia, no chão e pronto… lá se vão 30 euros, 15 meus e 15 dele. Ai desabafei dizendo que essa nega não dava conta e ele concordou, mas disse que tava procurando outra. Ontem mesmo me mandou um whatsapp dizendo que achou uma cleaning lady numa agencia online com excelentes recomendações cobrando 34 euros por 3 horas. Vamos arriscar, né. Vou viajar nesse fim de semana e espero que tudo esteja um BRINCO quando eu voltar :D

Aqui no trabalho está ok, mas não tá sendo fácil… é trabalho, né? Ainda mais agora que meus amigos estão começando a ir embora! O Bruno voltou pro Brasil e ele era meu parceirão, meu amigo pra todas as horas aqui. A Dani foi trabalhar na Bosch de Madrid, tá se dando super bem na Espanha! Nos falamos todos os dias, mas sinto muita falta de ter alguém pra tagarelar junto comigo, dar uma descontraída nos dias difíceis. Fico um pouco sozinha no meu departamento, pois os alemães não se envolvem muito, como vocês podem imaginar. Eu não to acostumada com essa “caretice”. Grazadeus tenho minha amada MC pra, pelos menos, almoçar junto! Ela e outros amigos meus trabalham em outro departamento, então só nos vemos no almoço, mas já é ótimo pra dar uma risadas… No entanto, todos vão embora em julho e agosto! Espero que os substitutos sejam legais e brasucas hehehe!

Voces devem estar acompanhando pelo Facebook e pelo Instagram as minhas rápidas viagens pro UK e a saga do casamento, vestido etc etc etc. Vou contar um pouco (ou um muito?) disso, porque está sendo uma reviravolta muito grande e muito rápida na minha vida!

Meu estágio aqui na Alemanha vai acabar em janeiro e eu ficarei jobless! Pois é, desempregada, sendo que isso nunca aconteceu nos últimos 8 anos, que é o tempo que estou imersa nessa coisa de pessoa economicamente ativa, que significa trabalhar, trabalha e trabalhar. Aos 18, eu já ficava feliz de poder colocar crédito no meu celular com meu próprio dinheiro, agora já to pensando em casa, carro e viagens, hahahaha o problema é que o salário não triplicou desde o começo, então fica difícil! :P Me bateu um certo desespero em pensar que vou ficar sem trabalhar, dependendo 100% do Thomas por um tempo, talvez dos meus pais… sei lá, acho que to meio veia pra isso. Aí comecei a pensar em possibilidades de já começar a procurar um emprego em terras britânicas!

Existe uma chance de eu ir pela Bosch, mas não é nada certo e não posso contar com isso. E como plano B, C, D e E, fiquei vendo vagas de emprego na internet e dei uma animada. Se não der certo de trabalhar em uma empresa, eu topo qualquer coisa pra me manter ocupada e ganhar umas libras: topo até fazer frappuccino no Starbucks! Acho que seria uma experiencia diferente, outro ritmo, outro ambiente… quem sabe eu gosto, né? Outra coisa que pensei é trabalhar home office, investir mais tempo no meu blog, que é o que eu amo. Quem sabe viro aquelas blogueiras que ganham alguma coisa com o blog, até presente de marcas? Imagina eu postando: “Obrigada British Airways por essas passagens para a Espanha!!! Voces são ótimos!”, “Obrigada Samsonite por essas lindas malas de viagem! Super práticas e de boa qualidade”, #sonho!!! Quero continuar a escrever o livro que comecei e nunca terminei por falta de tempo e, pra ganhar uma graninha e manter minha vida social em dia, dar aula de inglês pelo Skype, com mais foco no programa Au Pair, preparar as meninas para entrevistas, palavras e situações do dia-a-dia e tal… o que vocês acham? Voces participariam? Hahaha!

Mas enfim… o problema é que pra TO-DOS os jobs, eu disse TO-DOS, inclusive na Bosch, é necessário ter permissão de trabalho no UK se você não for europeu. E tirar permissão de trabalho lá é um tiro na cabeça, se vocês querem saber. E o único jeito de eu tirar o meu visto de trabalho e começar a ajeitar minha vida independente financeiramente ou como uma esposa que contribua com as despesas da casa é aplicando pro visto de esposa e… casando!!!

Meu casamento tá marcado pra abril de 2016, no Brasil. Já tá tudo certo, local, buffet, fotógrafo, dj… todas essas despesas absurdas para o dia mais legal da minha vida estão ok. Porém, comecei a ver festa antes da papelada, meio que esquecendo que o processo de casar com um gringo poderia ser um parto de trigêmeos.  

E a saga tá sendo BEM, mas beeeeeeeeeeeem mais difícil do que um parto trigêmeos, gente. Quando comecei a olhar, descobri que o processo pra casar no civil no Brasil com um estrangeiro é um caos e que seria um pouquinho mais fácil fazer tudo isso na Inglaterra, ainda mais agora que estou na Alemanha, que é bem mais perto do UK do que o Brasil. Além do caos, é extremamente burocrático e demorado. Se a gente deixasse pra olhar a papelada do civil só ano que vem, não faço nem ideia de quando eu conseguiria meu visto, o que atrasaria muito nossa vida. Por causa disso, demos entrada no processo em março desse ano.

O primeiro passo foi aplicar para o Marriage Visitor Visa, também conhecido como “visto de noiva”. Ele é bem chatinho pra tirar, mas facilita muito o processo para o visto de esposa final, além de que é válido por 6 meses e posso entrar e sair do UK sem dor de cabeça, porque nunca contei pra vocês de um dia que voei pra Birmingham e tive que ficar mais de meia hora barrada num sofazinho, né? Foi como se eu fosse uma criminosa! O immigration officer encanou comigo e não queria me deixar entrar no país. Foi extremamente humilhante e eu não desejo isso pra ninguém. Se eu tivesse um visto, nada disso teria acontecido e eu ia esfregar na cara daquele bosta!!!!!!!! Segundo o Thomas, Birmingham tem uma segurança reforçada e é tudo por causa de terrorista. Mas ah vááá! Olha minha cara de quem tá com bomba e intenção de explodir um paííís, sou brasileira, da paz, meu filho! Hehe Mas ok, passou, bola pra frente! Saí chorando no aeroporto e o  Thomas não entendendo nada, só perguntando pq demorei tanto e eu aos prantos de tanto nervoso, hahaha foi patético!  

Para aplicar para Marriage Visitor Visa, eu tive que preencher um formulário em um site de emissão de vistos do UK, que demorou mais de 4 horas. Entre as coisas que me perguntaram nesse formulário (application) eram os países que visitei nos últimos 10 anos e a data de entrada e saída de cada um. E eu vou lembrar as datas? Tive que ligar pra minha mãe no Brasil pra checar os carimbos do meu passaporte antigo, pois eu não fazia ideia. Fui pro México em 2008, por exemplo… não faço nem ideia de quando, faz muito tempo! Alguns países não carimbaram, então não sabia se eu tinha que colocar ou não. Mas coloquei. E meio que “adivinhei” a data checando as fotos do meu Facebook, sei lá… me virei nos 30. Também respondi várias perguntas sobre meus pais, sobre meu trabalho, escolaridade, sobre o Thomas e a família dele. Uma loucura, era muiiita coisa mesmo.  

Depois disso, marquei um appointment no UK Visa Application Office de Munique, que é o mais próximo aqui de Stuttgart. Antes disso, o Thomas e o pai dele tiveram que me enviar pelo correio um monte de documentos provando o salário dele, o emprego, que temos casa pra morar (conta de luz e gás no nome dele) e uma carta a punho próprio dizendo que estamos noivos, que vamos nos casar dia tal, que vamos morar na casa tal e bla bla bla. Eu levei todos meus holerites dos meus últimos 6 meses de trabalho, cópia do extrato bancário (ainda bem que não pediram, hahahaha), todos meus documentos brasileiros, minha permissão de residencia na Alemanha, meu contrato de trabalho da Bosch e fotos minhas e do Thomas nos últimos anos, porque eles pedem provas de que a relação é de verdade, que nos conhecemos pessoalmente e que nada disso é uma farsa pelo “green card” britânico, basicamente.   Pra eu que pudesse marcar o appointment em Munique, tivemos que marcar nosso casamento civil no cartório da Inglaterra e mostrar o comprovante de agendamento e tb de pagamento da taxa, porque nada nessa vida é de graça, né gente! Os documentos só chegaram um dia antes de eu ir pra Munique, mas deu tudo certo. Ufa!

Tive que ir no Immigration Office numa segunda-feira, pois todos os sábados estavam lotados. Pra isso, tive que pedir um day off no trabalho ás pressas e trabalhar 8 horas extras pra compensar, mas o pior ainda está por vir, haha! Fui pra lá num domingo à noite de buzao (Megabus, baratex), dormi num hotel e segunda-feira, cedinho, já tava a caminho do lugar. Obrigada Jesus pelos transporte eficiente desse país! Acho que gastei uns 2 euros no total! Imagina se fosse em SP? Transito, táxi, dinheiro e mais dinheiro… pelo menos foi assim quando tirei meu visto americano em São Paulo! 

Cheguei lá e me botaram numa salinha de espera, onde um indiano gente finíssima bateu papo comigo, perguntou de onde eu era e tal, aquela descontraída… aí um mala entrou na sala e disse: “HEY, vocês não estão autorizados a conversarem um com o outro!!!”. Aí nós dois “Oh ok, sorry, we didn’t know…”. Aí o cara muda da expressão mais séria do mundo para uma gargalhada: “I’M ONLY JOKING!!!!!!!!!!!!” Que babaca, que piada idiota, que arrogância a dele, que sabe que essa coisa de visto e imigração é um puta stress e deixa a gente super nervoso. Nao teve a menor graça! Aí uns 15 min depois o mesmo cara idiota me chamou pra entregar os documentos, foi um grosso by the way, tirou minhas impressões digitais e fotos. Ficou com tudo, até com meu passaporte. Aí disse que iam analisar meu caso e, qualquer coisa, entrariam em contato. Mas eu poderia ver o status do visto pelo site e pronto, tchau. Fiquei chocada que eles retiveram meu passaporte e não souberam me informar quanto tempo demoraria pra devolverem! Foi uma mega stress, pois eu tinha minha viagem marcada pra Eslovênia na semana seguinte e não queria ir sem passaporte, mesmo sendo de carro. Se me param na fronteira e to sem documento, fu-deu. Aí fiquei naquele dilema de vou ou não vou?! E rebelde que sou, acabei indo. E vou contar dessa trip sensacional nos próximos posts, prometo! Fomos até parados na fronteira, mas como não estou presa, vocês já podem concluir que o final foi melhor do que o esperado, hehe! Foi péssimo ficar num país que não é o meu andando sem passaporte por 2 semanas, mas finalmente abri a caixa de correio um dia e lá estava ele, meu lindo passaporte com meu lindo visto de noiva! Hahaha )

Próximo passo: Give our notice of intention to marry! Com o visto na mão, tive que ir pro UK alguns dias depois para “Give our notice of intention to marry”. Eu nem sei como traduzir isso, mas é basicamente “avisar o governo que temos a intenção de nos casar” É uma lei do UK (e acho que pra maioria dos países da Europa, se não me engano), que QUALQUER casal que vá se casar no civil, a não ser que também se case na Church of England, o que não é nosso caso, precisa ir ao City Hall mais próximo, entregar documentos e avisar o governo que você vai se casar e onde. Todos os britânicos fazem isso, é uma regra. PORÉM, para uma pobre brasileira como eu, vista como uma mera caçadora de passaporte europeu e possível criminosa, passei por mais uma série de burocracias!

Para permitirem que eu pudesse dar meu “notice”, eu tive que ir pra Inglaterra e ficar 10 dias no mesmo endereço, pois eles só vão te considerar se você tiver morado num endereço do distrito do City Hall por 7 noites, sem contar o dia que você chega e o dia que você vai embora, sem poder mudar de endereço, ou seja ,sem poder dormir fora, sem passear… Aí TOOOOOOOODO mundo me perguntou: “Mas como eles vão saber se você ta no mesmo endereço ou se ta viajando pelo país?” A resposta é: não sei, provavelmente eles nunca saberiam, mas eles são britânicos e fazem as coisas certas! Eles não arriscam esse tipo de coisa e não dão jeitinho. O Thomas respondeu isso, inclusive. Ou seja… uma ótima oportunidade pra fazer o negócio direito e começar a agir de forma correta como as pessoas do meu futuro país de residencia! Hahaha #tapanacara 

Esses 10 dias não foram fáceis. Primeiro porque foi muito em cima da hora que fiquei sabendo que teria que ir pra la, tive que pedir mais de 1 semana de folga pros meus chefes numa época caótica aqui no escritório… e pra isso, tive que trabalhar 50 horas extras em pouquíssimo tempo pra poder compensar, pois meu banco já estava meio falido de horas! Grazadeus meus chefes entenderam minha situação e me liberaram! Mas depois que voltei, tinha acumulado tanta coisa pra eu fazer que fiquei louca!!! Muito stress :( E em todos esses dias que fiquei lá, o Thomas tava trabalhando e alguns dias ficava até tarde… eu ficava sozinha em casa. Na verdade ,seria bom se tivesse sozinha, mas tava o roommate dele com a namorada de férias, um saco os dois. Nao tive privacidade nenhuma, fiquei meio trancada no quarto. Eles são bem malas. Agora outra coisa: o lugar que o Thomas mora atualmente é no meio do nada. Gente, nao to falando “meio do nada” no sentindo de “cidade pequena”, to falando de meio do nada = NADA, apenas fazendas, campos e mais campos, mato e mais mato, 1 ou outro vizinho caipira, campo militar e mais NA-DA. O comércio mais próximo fica a 25 minutos de carro, lá nao passa ônibus, nem táxi. O Thomas usava o carro pra trabalhar, mas mesmo que eu ficasse com ele, como iria dirigir do lado direito da rua? Hahaha! Enfim, fiquei o dia todo trancada lá :/ A casa é enooooooooooorme, sério, muito grande… então quando o casal maravilha saia, eu aproveitava pra cozinhar algo gostoso, pra ficar no quintal lendo um livro, tomando um solzinho (apesar de frio ,tava muiiito sol! Toda vez que vou pro UK faz sol, haha) e à noite o Thomas chegava mesa cansado, fazíamos uma janta juntos, assistíamos um filme capotávamos. Td dia assim! E usou muito hiperativa! Ficar todos esses dias em casa foi um martírio, mas tudo bem, pelo menos fiquei um pouquinho com ele à noite… até compramos uma fogueira pra curtir no quintal, mas sem marshmallows não tem a mesma graça! Hehe

No fim de semana, fomos pra casa do pai dele e, na segunda-feira de manha, um dia antes de eu voltar pra Alemanha, fomos no cartório give our notice.

Na salinha de espera, tinha um monte de propaganda de coisa de casamento hehe fotógrafo, loja de noiva, salão etc… e ficamos uns 20 min esperando. De repente, sai um carinha da sala e pergunta: “Voces são o casal com um cidadão britânico e uma estrangeira?”

Aí eu já tremi na base e pensei “putz, mais segregação, mais dedo na cara pra dizer que eu sou de fora e tenho que provar ser uma boa pessoa pra poder estar aqui”. Ai dissemos que sim e o cara, que era uma fofura, disse: “Precisamos fazer uma entrevista com a moça por questões de imigração e o senhor não pode acompanhar. Não durará mais do que 15 minutos, é só o procedimento por ela ser estrangeira”.

Puta que pariu é o que tenho a dizer.

Lá fui eu na porra da salinha, com o moço simpático, mas com um job irritante de fazer perguntas suspeitas.

Pegou nossos documentos e começou a mexer no computador… aí disse, em inglês, claro, mas vou tentar traduzir no mesmo tom: “Miss Morgado, eu sei que a senhorita já deve ter passado por uma série de burocracias até chegar aqui hoje, me desculpe, mas eu terei que fazer mais algumas perguntas, ok?”

Ok, né.

Aí vocês acreditam que ele pegou o passaporte do Thomas na mão e a primeira pergunta foi:

“Voce poderia me falar o nome completo do seu noivo e data de nascimento?”

Fiquei chocada! HAHAHAHA Era tipo um teste pra saber se eu realmente conhecia ele ou se me achou na rua e me trouxe pro cartório pra me dar um passaporte. QUE PIADA. E olha, ainda bem que eu sabia a resposta, porque se perguntassem pro Thomas, ele tava ferrado. Eu tenho 3 sobrenomes (Morgado Fernandes Ribeiro) e quase nao uso o Fernandes. Ele sempre esquece ou troca: “Fernandes Ribeiro Morgado”, coisas do tipo. Ele jamais passaria no teste da imigracao :P

Aí começou… perguntou dos meus pais, o que fazem, os nomes, como eu e ele nos conhecemos, o que o Thomas faz da vida, quando disse que era militar, o cara me perguntou: “Voce não fica triste quando ele precisa viajar por muito tempo?” hahaha

Perguntou o que eu faço da vida, minha escolaridade, países que já visitei, coisas de saúde, coisas de crime, de facas, de bombas etc etc… aí do nada: “Agora, vou fazer uma pergunta que pode parecer muito esquisita, mas preciso que você responda, BECAUSE THAT IS THE PROCEDURE”. OK, já entendi que você é fofo e só tá fazendo seu trabalho, querido.

“Voce e o Thomas tem alguma ligação de sangue, algum parentesco?” E ele disse isso meio envergonhado.

E eu respondi rindo, mas me esforçando pra levar a sério: “Olha, eu gostaria muito de ter o cabelo dele, mas não, não somos primos, nem irmãos, nem parentes, como você já deve ter imaginado”.

Aí ele “Tudo bem, eu não diria mesmo que vocês se parecem!”

HAHAHAHAHAHA vê se pode, gente!!!

Mas essa foi a última pergunta e ele me pediu desculpa de novo por me fazer passar por isso, mas estava tudo certinho com os documentos e agora era só casar quando quisesse :)

Aí, chamou o Thomas por uns 2 minutos e nos liberou, desejando felicidades e tudo mais. UFA. Missão cumprida!

Ah, a burocracia não acaba por aqui… Só depois do casamento vou poder aplicar pro meu visto de esposa, que é o que me dará permissão de residencia e trabalho no UK por 2 anos. Pra tirar esse visto, precisarei ter um teste de proficiência na linguá inglesa feito para comprovar que sei o mínimo pra poder viver no UK e fazer uma prova dificílima e ridícula chamada “Life in UK”. É uma prova de conhecimentos gerais do país, que eu vou ter que estudar que nem louca, pois já fiz vários simulados e não passei em nenhum! Se vocês tiverem curiosidade pra saber do que se trata, vejam algumas perguntas que caem clicando aqui.

Durante os dois anos com o visto de esposa, podemos ser entrevistados a qualquer hora pela imigração, meio que pra checar se o relacionamento é de verdade e se não foi esquema. Precisaremos provar um monte de coisas pra que eu possa conseguir isso, como o endereço em que vamos morar, salário e tudo aquilo que já fiz para o marriage visitor visa. Um saco, falaí! Mas ainda não cheguei nesse passo! Depois conto pra vocês como as coisas tem andado!

Bom, depois do City Hall, marcamos a data! Nosso casamento civil será dia 8 de agosto desse ano. Pois é, gente! Em menos de 2 meses serei uma senhora casada! Hehehe! Eu não fiz muito alarde sobre isso, malemá minha família tá sabendo, porque isso tudo aconteceu muito em cima da hora e também não quero que “estrague” o significado do big wedding, que será no Brasil em abril. Porééém, contamos pra minha sogra que vamos casar no cartório nessa data e ela decidiu por conta própria que queria fazer um almoço pra família, principalmente porque 99% da família do Thomas não vai pro Brasil no nosso casamento, coma a avozinha dele, por exemplo, entre outras 20 pessoas que também não vão. Conhecendo ela, fomos contra no começo, porque não queremos gastar mais nem um centavo e também queríamos que esse dia fosse só papelada e nada mais, nem ia contar pra ninguém, sabe? Mas um almoço é ok, nada mal reunir a família, acho importante eles fazerem parte disso também. Porém, esse almoço, como esperado, virou uma festa… vai ter cerimonia, vai ter vestido, vai ter salão, vai ter hospedagem, flores, decoração e muito, muito stress, como a organização de qualquer casamento. E claro que um pouco desse stress ia sobrar pra mim, afinal não consigo deixar td na mão dela, me sinto meio culpada, querendo ajudar, mas nem sei como! Era exatamente isso que eu não queria que acontecesse, mas to me esforçando muito para encarar de forma positiva, afinal é meu casamento e tem que ser um dia feliz :)

No momento, não tenho nem tempo e nem disposição de organizar um casamento em poucas semanas. Minha sogra tá fazendo tudo sozinha, do jeito que queria, então vamo que vamo! Ela dá umas surtadas de preocupação, mas nada grave! Serão só umas 20 pessoas, tudo família, uma cerimonia no city hall, um almoço e fotos! Pra eu não ficar completamente desamparada sem meu lado da família lá, convidei a MC e a Dani pra serem minhas bridesmaids e companheiras nesse dia e elas aceitaram!!! Aí, depois de uns dias, descobri que minha mãe e minha tia compraram uma passagem pro UK de SURPRESAAA pra ir no meu casamento!!! Quase chorei de emoção com a notícia, pq tudo que eu mais queria é minha mãe aqui, Fiquei feliz demais, não vejo a hora de ver mamãe!!! Essa coisa de casamento é um stress emocional enorme, ainda mais com toda essa coisa de visto e burocracias… vocês não tem ideia! Tem dia que eu simplesmente sento e choro, mas não é de tristeza, é de nem saber por onde começar a ver as coisas! Estando longe de casa, nem tao perto assim do Thomas, com outro casamento pra pensar… nossa, é difícil! Mas tenho certeza que vai valer muito a pena! A parte 2 e pior do stress é achar um vestido em poucas semanas na ALEMANHAAAAAAAAA! Gente, que dificuldade de achar um lugar que fale inglês, que consegue me dar assistência… é bem complicado! Fora que tudo fecha MEGA cedo, não consigo encaixar os horários!

Pelo menos eu comecei uma dieta aí, emagreci uns quilinhos e já estou me sentindo melhor comigo mesma. A maioria das coisas que eu experimento não ficam feias, fico me sentindo bonita, então isso já é um grande passo, pois sempre fui cheia dos complexos e nao quero me sentir assim agora!

Justo num fim de semana que a MC tava viajando, consegui um horário numa loja de noivas que tinha assistência em inglês. Já aproveitei para experimentar vestidos pro casamento do cartório e pro casamento do Brasil. Grazadeus a mocinha que me atendeu era uma FOFAAAAAAAAAA, querida, parecia que éramos amigas de décadas… foi uma experiencia ótima, mas senti muita falta da minha mãe e da minha irma dando pitaco, o que às vezes irrita, mas nao conseguiria decidir nada sem mostrar pra elas!

Gostei muito de um vestido pro Brasil e mais ou menos de um pro UK, que é simplão, não de noiva, mais de festa, só que branco.

Essa semana, consegui outro appointment numa lojinha perto de casa, mas a muié não felava nem HELLO em inglês, foi um parto! Ainda bem que a MC foi comigo!

Experimentei um moooooooooonte de vestido e já to quase decidida por um do UK :) Para o do Brasil, experimentei um modelo super diferente do outro e AMEI. O formato, mas não os vestidos… sempre tinha algo errado: ou era mto simples, ou era mto enfeitado, ou era tomara que caia sem poder por alca (ODEIO tomara que caia, não insistam, ODEIO também quem insiste que eu deveria usar tomara que caia, grata), ou tinha muito tule, ou muito tafetá… descobri que sou fresca com tecidos!!! hahaha E eu queria explicar pra mulher o tipo de alca que eu colocaria, ou o tip ode saia que eu tava pensando… mas era impossível em alemão. Mto frustrante!

Ficamos umas 3h na loja, foi muito divertido, MC me ajudou DE-MAIS! Tirou umas fotos escondido pq a alemãzona mala lá não deixava tirar foto!!! Que louca! Eu TINHA que mostrar o vestido pra minha mãe, impossível eu comprar sem ela ver, sei la!

Ai cheguei em casa e fiz o que?! CHOREI!!! Chorei por uns 30 min e nem sabia pq! Era puro stress emocional, 3h vendo uma das coisas mais legais da vida sem conseguir me expressar, tudo nessa língua maldita hehehe aí comeca a vir as coisas de trabalho na cabeça, da mudança de casa, de país ,de vida completamente… isso mexe com a gente! É uma loucura.

Aí conversei com o Thomas no Skype, desabafei e fiquei bem mais calma depois! To bem leve agora e pronta pra viver um dia de cada vez!

Também to tentando appointment em outras lojas de noivas que tem aqui, rezando pra falarem inglês… mas tá difícil.

ME desejem sorte com o vestido, com o visto e com todo o resto, porque a partir de agora a mudança de vida é permanente hahaha Acabou essa coisa de morar um pouquinho nos EUA, um pouquinho na Alemanha e depois esperar pra ver! Nananinanao! Agora é pra valer! E os posts futuros de “Vivendo no UK” serão mais constantes, pois será meu novo lar :)

Beijos e obrigada por terem lido esse texto gigante até aqui! :)




Comentários

Comentários

37 Comments

  1. Isabelle Reato   •  

    ebaaaa!! ahahah oi Biaaa
    Super apoio a ideia de virar professora de inglês para au pairs pelo skype em =p
    Eu adoraria e com certeza me matricularia para algumas aulinhas hahaha
    Caraca, imagino o sufoco. Da uma preguiça de pensar em toda essa burocracia. Mas valerá a pena, tenho certeza absoluta disso!!!
    Desejo toda sorte do mundo pra vocês, vou estar sempre torcendo pra tudo dar certo.
    Ah, moro em Piracicaba, conhece? Fica pertinho de Campinas =D hahaha
    Beijosssss

  2. Fernanda   •  

    Como não te amar Dona Beatriz!?!?

    Nunca te mandei recado, mas hoje não posso deixar passar!

    Sou de Piracicaba e acompanho sua “vida bandida” desde quando você era Au Pair e eu sonhava em ganhar o mundo (ó céus!)…….PS: Desisti de ser Au Pair, mas meu passaporte é carimbado sempre que tenho um “tempinho”!$$$$$ ¬¬

    Me acho sua “amiga”! Torço pelo seu sucesso! E fico extremamente feliz por cada viagem, cada postagem e cada conquista!

    De coração, desejo toda felicidade do mundo pra você e o Thomas!!!!

    E lembre-se: “Dificuldades preparam pessoas comuns para destinos extraordinários.”

    Parabéns por ser esta pessoa maravilhosa e batalhadora!

    Beijos!

    Fernanda

    • Beatriz Morgado   •     Author

      AI QUE FOFURAAAAAAAAAA!!!!!! Obrigada, Fernanda!!!
      Tem um monte de leitora piracicabana aquiii, que legal!
      Muito obrigada por me desejar todas essas coisas boas, fico super feliz quando leio tanta coisa bonita, pois eu sei que é de coração!
      Te desejo tudo isso em dobro, viu! Que você continue carimbando seu passaporte pelo mundão e seja super feliz!

      Beijos!

  3. Anna Letícia   •  

    Oi, Bia!

    Acompanho seu blog há um tempo e gosto demais, mas é a primeira vez que comento hahahaha

    Não sei se lembra de mim, mas estudei com você na PUCCAMP em 2009!

    Estou me preparando para ser Au Pair também em 2016 e eu super apoio você dar as aulinhas via Skype para futuras au pairs hahahaha Foi justamente através de seu blog que decidi me aventurar nisso também!

    Nossa mas que burocracia todo esse processo do casamento, hein?! Mas tenho certeza que no final será tudo lindo e será o dia mais feliz da sua vida hahaha

    Continue postando muito todos os lugares que visitar pra me deixar com uma invejinha (boa) e mais vontade ainda de viajar o mundão todo! hahahaha

    Beijossss e boa sorte com seu casamento!

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Oiiii Anna! Claro que lembro de você!!! Vi que você deu like num dos posts do Facebook e lembrei do seu sobrenome que os professores sempre se embananavam, acredita? hahaha
      Que legal que você vai ser Au Pair também!!! Sensacional! Aproveite muito, com ceerteza será uma das melhores experiências da sua vida!
      Pode deixar que vou continuar postando tudo!
      Obrigada por deixar seu comentário aqui, fiquei super feliz! Te desejo muita sorte em tudo também!
      Beijão :*

  4. Julia   •  

    Bia, a ideia das aulas no Skype é ótima!!! Tem sempre alguma menina procurando nos grupos.

    Adorei o post e muita sorte com tudo do casamento. No final vai dar tudo certo e vai valer a pena

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Oiii Julia!
      Que bom que gostou da ideia! Mais uma que seria minha aluna! rsrs
      Muito obrigada, tenho certeza que vai dar tudo certo, mas a ansidade e o nervosismo são inevitáveis, né?
      Beijão!

  5. Beatriz Morgado   •     Author

    Oiii Isa! Ahhh que bom que você apoia a ideia, pois ela é muito séria! Tenho muita vontade de fazer isso! Acho que nunca vou tirar o Au Pair da minha vida!
    Claro que conheço Pira! Meus pais foram lá na Rua do Porto esses dias. E 2 amigões meus aqui da Bosch são de lá :)
    Que legal!
    Muito obrigada pelo comentário e por me desejar sorte… sempre com sua energia boa! hehe
    :*

  6. Paula   •  

    Oi Bia!! Eu li até o fim!! que stress hein? Força ae! Essa época pré casamento é muito desgastante mas também é muito gostosa! Quando passar vai dar até saudade! Sempre falo que queria casar de novo só por essa fase de preparação! Entendo totalmente essa necessidade de ter sua mãe e sua irmã por perto, é disso que mais lembro com carinho! Aproveita bem, na medida do possivel! Vai dar tudo certo! Beijos!

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Oi Paula!
      Tenho certeza que vou sentir falta disso daqui uns anos. O mais difícil é ter que fazer a maioria das coisas sozinha, aí meio que perde a graça, porque não consigo compartilhar as coisas e nem dividir as ideias do jeito que eu queria! Mas td bem, vai valer a pena a surpresa no dia!
      Obrigada pela força :*

  7. drica   •  

    Nossa que legal, é muita correria mas vale a pena, e você terá muitas histórias para contar para seus filhos, ou então é só eles vim aqui ler o blog :p

    Poste as fotos pra gente do seu casamento inglês, pleaseeeeee.

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Oi Drica! Com certeza meus filhos terão boas histórias de ninar pra ouvirem, viu! E vão aprendera ler através do blog hahaha
      Pode deixar, eu posto sim :)
      Beijão!

  8. debora   •  

    fiz o teste rapidinho aqui no trabalho e deu 54% de acerto ahauahau também não iria conseguir o visto ):

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Pois é, gata… feel my pain! Hahahaha to ferrada com essa provinha aí!

  9. Beatriz Morgado   •     Author

    Oiii Isa! Ahhh que bom que você apoia a ideia, pois ela é muito séria! Tenho muita vontade de fazer isso! Acho que nunca vou tirar o Au Pair da minha vida!

    Claro que conheço Pira! Meus pais foram lá na Rua do Porto esses dias. E 2 amigões meus aqui da Bosch são de lá :)

    Que legal!

    Muito obrigada pelo comentário e por me desejar sorte… sempre com sua energia boa! hehe

    :*

  10. Jeh   •  

    MAS O QUEEEEEEEEEEEEE

    2015 desencalhando a gente! Mas olha sooooo! tu vai casar em algumas semaninhas ai que linnnnda!

    E fiquei mtooo feliz que vc vai ter mamae e tia por ai! representando a familia brazuca ohhhh =) =)

    E chora fia, chooooooooora que faz bem, libera o estresse, deixa a gente mais aliviada e é isso! Sempre fui chorona mas desde que vim pra ca essa chorona triplicou! Lembro qd eu comecie a namorar Nico ele falava: nossa como vc chora!!!! mas agora ele acostumou e nem comenta mais, so me da o ombro e eu me acabo kkkkkkkkkk

    Menina QUE NOVELA esse visto de bride ai hen! chesuis! Eu sobrevivo ate hj com meu visto de estudante acredita? hahaha, to no terceiro, ai em outubro ja posso dar entrada no visto privado (que pasme: é o mesmo pra quem faz a uniao estavel ou é casada) que so vou conseguir tirar pq ja podemos comprovar que moramos juntos há mais de 1 ano (moro com ele desde 17 de julho oh!) Alias essa é a unica diferença pra quem tem o pacs(nossa uniao estavel) e casado: se vc ta casado vc ja da entrada no visto direto(mesmo se estiver ilegal!!!) e se vc é pacsada vc tem que comprovar 1 ano morando junto (e não pode estar ilegal nem 1 diazinho sequer) pra ter direito ao visto… e claro… pagar 260€ por ummmm ano de visto (ano que vem to la de novo pedindo visto e dando meu dinheiro obvio)

    e oh, bate aqui \o odeioooo tomara que caia! fora que vestido de noiva ja é um peso naturalmente, se nao bota uma alça parece que vai cair tudo MESMO!

    e apoio essa asssistencia de futuras au pairs, vai ganhando uma graninha, vire uma agencia de au pair EUA… tem umas meninas que abriram agencia pra Holanda e eram au pairs antes… ta dando certo! afinal na Holanda so com agencia.

    =)

    bjssss

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Olha seu comentário aqui!!! Ai que delícia hahaha
      Entao, menina… sempre fui chorona demais. Choro por qualquer emocao forte, seja saudade, desespero, ansiedade, nervosismo, ódio, tristeza e felicidade hahahaha Thominhas nao se conforma!

      Pois é, muiro rolo esse negócio de visto!
      Vc tá achando ruim 260 euros por UM ano de visto?
      Eu paguei 100 euros para o de noiva, que vale por 6 meses e nem posso morar, trabalhar e estudar lá, só passear. E o de noiva que vou aplicar no final do ano custa 1500 LIBRAS por dois anos! hahahaha poderia ser pior, o Nico poderia ser ingles e voce estaria na mesma merda que eu :(

      To feliz com o apoio de tanta gente pra dar aulas de ingles e assistencia pra Au Pairs como job!!! Vou realmente pensar nisso com carinho!
      Beijos Jé!!! Boa sorte com tudo!

  11. Amanda   •  

    Oi Bia! Essa é a segunda vez que comento no blog (terceira na verdade, porque o último comentário em um dos seus posts de viagem acabou sumindo, mas não era nada tão relevante). Acompanho de perto a sua saga porque estou prestes a passar por um processo parecido, só que com o meu namorado americano. São muitos obstáculos, ainda mais porque não temos dinheiro para viajar e nos encontrar constantemente, o que faz com que a gente fique muitos meses separados e isso causa um desgaste emocional muito grande. Estamos querendo resolver a nossa situação no ano que vem, mas sem planejar festa por enquanto, apenas no civil…comecei a pesquisar sobre o visto de noiva e são tantos formulários, tantas dúvidas! Cada país tem suas exigências e burocracias, mas para superar isso precisamos “apenas” de 1) ter meios de provar que o relacionamento é real, o que é fácil 2) Dinheiro! e 3) Muita, muita paciência e determinação. Vou ter que enfrentar uma pedreira pela frente com o meu namorado porque ainda nem começamos o processo, mas ler sobre outros casos de relacionamentos à distância que deram certo faz eu me sentir mais motivada e menos sozinha. É muito ruim ter que enfrentar esse bicho de 7 cabeças enquanto várias pessoas me julgam e me cobram ou não entendem/não acreditam que possa funcionar. Ainda bem que na internet eu posso ler fóruns e sites, conhecer a história de outras pessoas e trocar algumas mensagens. Eu ri na parte que você falou que o Thomas mora “no meio do nada”, porque o meu namorado também, haha! Ele mora numa cidade minúscula sem transporte público e, para completar, eu não sei dirigir! Até pensei em fazer uma auto-escola aqui no Brasil, mas andei pensando sobre isso e não sei se vale a pena…ouvi falar que a maioria das escolas por aqui meio que fazem a pessoa reprovar de propósito, só pra ela ter que fazer tudo de novo e pagar mais…fora que nos EUA as regras e o trânsito são diferentes, então será que é mais fácil e mais barato eu aprender por lá? Enfim, desejo tudo de bom pra vocês e muita força para superar esses momentos difíceis! Tenho certeza que você vai conseguir um trabalho na Inglaterra mais rápido do que você imagina. Ainda vou voltar aqui para deixar mais comentários gigantes :P beijos!

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Oiii Amanda!
      Que delícia ler seu comentário! Também gosto de saber que outras pessoas estao passando mais ou menos pela mesma situacao que eu, pois acredite ou nao, também já fui muito julgada e tive que ouvir piadinhas de gente que nao botava fé que a coisa daria certo! Ainda estamos nos trancos e barrancos, mas vamos chegar lá.
      Essa coisa de nao poder se encontrar com frequencia é complicado! Eu juntava todo meu salário pra poder viajar e encontrar com o Thomas, mas ficamos vários meses separados. Entre uma visita e outro, a média era de 4 meses. E o pior: ele é militar e durante esses meses que ficávmaos longe, ele ia para uns países muito loucos, lá pros lados de Afeganistao… fuso horário sempre foi um problema, mesmo quando ele ficvaa na Inglaterra. Além disso, nesses países nao é fácil ter uma internet boa e td mais, entao nada de Skype toda semana… era uma mensagenzinha cara no celular e olhe lá. Mas ó, sobrevivi!!!
      A burocracia do UK, por incrivel que pareca, é pior do que nos EUA!!! E eu to sobrevivendo a td isso, entao tenho ctz que vc tb consegue!
      Eu acho que vale a pena tirar carta nos EUA, pis é bem mais barato… mas ó, é BEEEEEM mais difícil!!! Se vc acha que aqui as pessoas reprovam de propósito, lá eu acho que é pior! Mas é infinita vezes mais barato.
      As regras nao sao muito diferentes, qto a isso voce nao precisa se preocupar.
      Mas já que vai morar lá mesmo, nem se preocupe em tirar no Brasil pq vc vai ter que pagar 2 vezes!

      Te desejo muita sorte com o casamento civil e a papelada!
      Volte sempre com comentários enormes pra eu saber mais da sua história!

      Beijao!

  12. Alexandra   •  

    Bia, te desejo muita sorte com o vestido, visto, tuuuuudooooooo!!!!! Vc é muito guerreira e merece que tudo dê certo! Adoro acompanhar o seu blog, e fico aqui torcendo muito por vc. Eu entendo como todas esssas coisas do casamento/visto são estressantes e acho q eu teria várias crises de choro… só pra “let it out” sabe? Força! Vai dar tudo certo! Um abraço bem apertado! x x

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Oiii Ale! Que saudade de voce!!!
      Muito obrigada, fico super feliz de saber que voce ainda acompanha o blog!
      Nem me fale de crises de choro, eu me sinto patética às vezes, porque sei que tá tudo bem e que vai dar tudo certo, mas nao consigo controlar hahaha
      Ahh muito obrigada! Um beijo e outro abraco bem apertado!!!

  13. ISIS   •  

    GENTEEE QUE POST GIGANTE *_* :3 Muito bom saber dos detalhes do processo de imigracao em UK, assim como sua vida pessoal, adorei cada palavra!

    Vou comentar por partes para nao ficar perdida hihih

    Essa da mina que cobra 30euros para fazer faxina e nao tira nem o lixo fora, so limpa aonde passa o pe eh bem cara de gringo/estrangeiro….eles nao sabem fazer FAXINA de brasileiro, limpar MESMO eu notei….aki eh um desafio para fazer meu boy me ajudar na faxina em casa ( nao sou daquelas de que a mina tem que limpar tudo sozinha, moramos juntos, sujamos juntos, limpamos juntos ne), so que ele ta melhorando, devagar e sempre hiahiauhiua mas que bom que ao menos seu novo roomie eh cool, isso eh super importante morando fora, passando por toda pressao e stress qe vc esta…

    MENINE eu super passei/estou passando por QUASE todo o drama para conseguir o `’green card canadense’ mas o seu caso parece mais rigoroso e que o meu =l visto de noiva, ficar residente no UK por 7 dias, ENTREVISTA para casar :o gente essa me chocou, e o cara ainda no final perguntar se vcs sao parentes ai geez
    mas, por um lado, eh so uma vez na vida que vc vai passar por isso tudo, entao calma, relaxa, e…podia ser pior ne! Ao menos ja ta tudo certinho, e assim que casar ja vai poder pedir o ‘green card’ e demora muito sera?
    Entao vou te contar meu caso, resumindo: por 2 anos eu tive um visto de trabalho que me deixava trabalhar SO em uma empresa, nao era autorizada a mais nada, nadinha….o que foi MUITO dificil e chato sabe, pq direto surgia outras e melhores oportunidades de trabalho e eu nao podia =( ai em janeiro desse ano uma nova regra no governo me autorizou a pedir um visto de trabalho geral, o que eh posso trabalhar livre, leve e solta em qualquer empresa no Canada =) recebi meu visto final de maio agora, e finalmente pude comecar a fazer o que eu quero =)))) super feliz estou!!! So que esse visto tem duracao de 2 anos e nao pode renovar… em Janeiro de 2014 eu dei entrada no pedido do green card canadense, o que me permite morar permanente aqui e ter praticamente os mesmos direitos de cidadao(so nao pode votar, por exemplo) … nao foi taaaaaaaaao chato assim como o seu (sorry Bia), nao me entrevistaram, so pediram um milhao de papel – certificados de antecedentes criminais da policia federal, civil e da policia aki, aonde morei e trabalhei nos ultimos 10 anos – como so tive 2 estagios antes desse que estou aqui foi sussa, pediram fotos e provas que estamos em um longo e oficial relacionamento, e um monte de pergunta besta tbm … e as taxas! Geez um absurdo as taxas para tudo isso, e o medo de pagar 1 milhao de dolares em taxa e nao ser aprovada ? iiuhsuihaihia gracas a Deus e a o bom sistema que eles tem aqui eu fui aprovada no primeiro estagio 10 dias atras (1 ano e meio depois de ter entrado com o pedido), o que significa que toda a papelada ta certa e so precisa de mais uns papeis, sendo o principal… EXAME MEDICO! O governo quer ter certeza que eu nao tenho uma super mega doenca contagiosa, ou que vai custar os olhos da cara para me tratar – ja que aki a saude eh publica, tudo free, e eh meio socialista eu diria na minha opiniao, nao eh qe nem nosso Brasilzao que tem saude publica e privada, aki so tem publica, mesmo o nego milionario CEO da empresa X tem que ir no postinho de saude aki e ficar na fila se cortar o dedo, ao lado do nego que eh mendigo de rua kkkkkkkkkkkkkkkkkkk mas no geral nao posso reclama da saude daqui nao, eh publica e eh boa…
    La fui eu fazer o exame medico, tem que ser so em medico designado pelo departamento de imigracao, as vezes demora meses para conseguir a consulta, tem uma bateria de exames, raio-x e o medico faz meia duzia de pergunta besta como ‘teve cancer nos ultimos 5 anos??? teve turbeculose, HIV, e outras doencas dos seculo 12 nos ultimos 5 anos?’ e essa consultinha e exames denovo me custou minhas economias =( a saude eh publica, mas nesses casos tem que pagar pela consulta, exames e gasolina ate o local do exame kkkk oh vida

    Porem, acho e espero que agora esteja tudo certo e eu receba o meu green card logo, talvez esse ano ainda :)

    Teste proficiência na lingua inglesa aqui eh so qdo vai fazer o pedido de cidadania, assim como prova de ‘Life in Canada’ hahaha mas eu dei uma olhada assim por cima e parece super facil e besta :o com perguntas do tipo ‘quantas pronvicias tem o Canada?’

    Mudando de assunto… SUMMER WEDDING in UK *_* Parabens Bia!!! Vai ser lindo!! E essa dor de cabeca e stress do vestido e detalhes da festa, tenho ctz que no final vai compensar :) afinal, casamento eh uma vez so na vida ne ;) eu sei que eu ia sofrer mto tbm de tentar organizar as coisas e nao ter tempo, nao conseguir decidir o vestido meio que sozinha (sem mae e irmas) e ainda ter que trabalhar hora extra para compensar os dias nao trabalhados…oh vida, nao ta facil pra ninguem!! Qdo nao consigo fazer tudo que planejei no dia fico doida hahaha Mas tenho ctz que vai achar um vestido 10 para o summer wedding in UK, e seu visto vai ser aprovado, afinal, vc mandou e preencheu tudo certo, que eu saiba o governo nao nega ah nao ser que seja mesmo fraude – o que eles tem muitas formas de descobrir…entao fica sussa, vai dar tudo certo =)))
    bjsss Bia ;)

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Meu deus! Esse comentário foi tao grande quanto o post, super digno!!! :)
      Tb vou por partes:

      – Realmente, faxina e gringos sao duas coisas super opostas. Tenho muita sorte que o Thomas é MEGA fresco com limpeza!!! Ele faz altas faxinas na casa, só é meio bagunceiro… antes bagunca do que sujeira, né?!

      – Poxa, seu processo parece ser mais simples que o meu, apesar de também ter suas complicacoes! Mas vai dar tudo certo! Nem me fale de taxas… só o visto de esposa custa 1500 LIBRAS!!! O visto de noiva custou uns euros, fora o transporte até Munique, a passagem de aviao pra ficar 10 dias no UK e por ai vai…

      – Até o teste do Canada parece fácil hahaha o do UK é ridiculo, perguntam em que ano o ministro tal fez tal coisa? Quais das batalhas abaixo a Escocia foi derrotada?! Coisas do tipo… um inferno!!!

      – Hahaha summer wedding! Vai ser o cartório e um almoco, nada big! Mas to animada agora hehe organizar nao é facil, mas no fim acho que vou curtir bastante! Logo logo to com o vestido comprado e definido, nao vejo a hora!

      Boa sorte pra gente!!!
      Beijoes!

  14. Camila   •  

    GENTE, quanto post novo!!! Nem consigo comentar em todossss haha

    Apenas: que bizarro isso do visto pro UK! E nem sounds fair, pq é muito mais fácil (e barato!) pra quem casa com um cidadão da UE (qualquer outra nacionalidade que não british) e vai pra lá pegar a work permit, tipo “family visa”. Custa umas 200 libras, tbm vale por dois anos e nem é tanta dor de cabeça!!

    Não é confuso ter dois casamentos? hahaha eu nunca entendi direito isso de casar no civil x cerimônia. Mas imagino que seja uma burocracia louca pra casar com gringo no Brasil. Um dia será a minha vez haha. Você já descobriu como vão fazer com a cerimônia (a coisa do inglês e portugues, tradução simultanea or what?)

    Anyway, te desejo toda sorte do muundo e aproveite muito essa fase! Tenho certeza que it’s a lot to take, mas tente curtir esse momento de planejamentos :)

    Beeijo, Bia

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Oi Camila! Viu só, tô inspirada com esse blog, tem sido minha fuga ultimamente. Me sinto tão bem depois que termino um post, é um sentimento libertador, não sei explicatr hahaha
      Nem me fale do parto que tá sendo esse visto e essa papelada. Eu não imaginei que o perrengue seria tanto, mas ok, sobreviverei.
      Ué, aqui na Europa a maioria das pessoas casa no civil e faz a festa bem depois! No Brasil algumas pessoas fazem isso tb quando tão sem grana… se não, faz tudo no mesmo dia ou na mesma semana.
      Eu não vou casar na igreja, então é como se meu casamento oficial fosse agora em Agosto e depois será só a celebração! Vai ter um padre da igreja anglicana pra nos \”benzer\”, mas não precisaremos assinar a papelada de novo!
      Ainda não decidimos o que fazer com a cerimonia. O padre fala um pouco de ingles, o Thomas garantiu que se vira e vai aprender até lá (o que eu duvido muito) e para o discurso, vamos fazer impresso em inglês para os poucos convidados estrangeiros hehe Acho que vai ser assim… nada de tradução simultânea, o Thomas ODIOU a ideia, achou brega e caro… então tb bem! Eu meio que concordo hehe
      Obrigada!!! Logo logo é vc e quero que venha me contar tudo :)
      Beijos!

  15. Nathalia   •  

    Beatriz te acompanho desde a época do Au pair, e vendo onde você está hoje fico muito feliz, é incrível como tanta coisa mudou na sua vida e como tudo está dando certo pra você, espero que continue assim, muita sorte nessa jornada nada fácil de visto, casamento, trabalho, linguá alemã, etc… hahahah Muito obrigada por sempre postar no blog, nunca deixei de te seguir e acompanhar!!! beijos

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Oi Nathalia!
      Obrigada por torcer por mim e por ainda acompanhar o blog! Realmente, muita coisa mudou… está dando tudo certo, apesar das dificuldades! hahaha
      Eu é que te agradeço por ter deixado esse comentário aqui!
      Beijao pra vc!

  16. Amanda Lacerda de Araujo   •  

    Beatriz, conheci seu blog agora e virei a maior fã, menina pelas tuas historias eu ja te admiro muito, parabens tu é muito corajosa.

    To querendo fazer o programa de Au Pair e teu blog tirou todas as minhas duvidas e medos me ajudou num nível 100% rsrs. Obrigada e boa sorte em tudo!

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Oiii Amanda!
      Muito obrigada! Fico feliz que o blog esteja te ajudando!
      Te desejo muito sorte no processo de Au Pair e que você realize todos os seus sonhos!
      Um beijo enorme e obrigada pelo comentário aqui no blog :)

  17. Gislaine   •  

    Oiee Biaaa, que saudades de ler seus posts…
    Nossa já falei que amo seu blog, né?
    Fiquei sem ler por alguns meses, mas estou de volta…kkkkk
    Nossa esse poste parecia um filme…kkkk sorry!!
    Então eu faço aula de inglês via skype, acho que seria uma boa ate você conseguir um trabalho em UK.
    Estou torcendo por você, deve ser bem complicado pensar em dois casamentos, sem sua mãe por perto, fiquei feliz também ao saber que ela estará lá com você.
    Pode deixar que estaremos na torcida, não só eu mais acho que todas as suas leitoras.
    Boa Sorte nessa nova jornada…
    Deus te abençoe.
    Bjs Gi

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Oiiii Gi sua fofa!
      Muito obrigada por voltar a \”me ler\” e já desejando esse monte de coisas boas! Obrigada mesmo por torcer por mim, fico muito feliz!
      Boa sorte em tudo na sua vida e com as aulas de ingles! Quem sabe um dia viro sua professora também? :P
      Beijao!

  18. Brenda Cirino   •  

    Oi Bia!!! Pesquisei no google sobre cartão de recomendação de au pair para escrever um textinho besta pro curso de inglês e encontrei vc e o seu blog<3 Me apaixoneeeeei! Vc é o máximo!!! Super curtiii seu post sobre casar com gringo(kkkkkkkk, tem algum cunhado?brincadeira)… Força nessa peruca e continua compartilhando com a gente essa rotina, os babados, e matando a saudade de falar portugues um pouquinho rsrs… Muitas felicidades Bia e o casório tá chegaaando :* bjoos

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Oiii Brenda!
      Nossssa, você caiu de paraquedas aqui mesmo, né? hahaha que legal!
      Olha, eu até tenho um cunhado, mas ele já tem 2 filhos e uma esposa muito querida, entao tá fora do mercado hahahaha
      Obrigada por comentar aqui e ler minhas aventuras :) Pois é… menos de 2 semanas pro casório!!!
      Beijaaaaaaaao

  19. Hellen Saionara   •  

    Caramba! Tu não para!!

    Esse post <333 to querendo mais dele, mais do teu casamento! Vai ser lindo!

    Enfim, boa sorte com tudo ae, muita coisa!! Não aguentaria!!

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Nem me fale, minha cabeca tá a mil…e falta só 1 semana pro casamento hehehehe

  20. Isabela   •  

    Oi Bia !! Esse é meu primeiro comentário no blog !! Queria dizer que já li mil posts seus e gosto muito da forma envolvente como vc escreve, transmite mt suas emoções naquele momento !! Tenho dúvidas sobre o marriage visa, não sei se já perguntaram, mas vou perguntar msm assim :)
    Então pra vc tirar esse visto foi tipo assim:
    – Preencheu o formulário gigantesco no gov.uk;
    – marcou casamento civil no cartório da Inglaterra;
    – Levantou zilhões de docs seus e do noivo;
    – marcou um appointment em Munique e retiveram os docs;
    – seu visa chegou;
    – vc teve que ficar 10 dias em UK como requisito pro “give your notice”;
    – após os 10 dias, foi no City Hall, fez entrevista e marcou o casamento.

    Tipo, isso que eu não entendi, se vc teve que marcar o casamento pro appointment em Munique, pq vc marcou de novo após o City Hall ??
    Outra pergunta …mas se nao quiser responder tudo bem .. vc fez acordo pré-nupcial ? E dessa história toda, existe mais algum detalhe importante que vc acha bom acrescentar ?? :)
    Sempre acompanho seu blog e sei q vc é casada agora ! Te desejo muitas felicidades, todos os dias :) Bjs

    • Beatriz Morgado   •     Author

      Oi Isabela! Foi exatamente assim o meu processo!
      Para o appointment de Munique eu só precisava provar que tinha agendado um dia para dar o notice of intention to marry, não chegamos a marcar a data do casamento, isso fizemos mais pra frente. E o Thomas me disse que isso não era obrigatório, mas ajudava a comprovar nossas \”intenções\”, tipo… qto mais documento, melhor!
      Não fiz acordo pré-nupcioal.
      Beijos e muito obrigada pelo comentário e pelas palavras lindas! Fique a vontade para tirar todas as dúvidas que quiser, respondo o mais rápido que consigo! Sei como essas coisas são complicadas…
      Felicidades pra você também!!! :***
      Beijão!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *