Diferenças entre o inglês americano e o britânico

Oi pessoal!

Já faz tempo que estou querendo escrever um post sobre isso, mas nunca sai do papel!

Como vocês sabem, fui Au Pair nos Estados Unidos por um tempão e, por isso, aprendi inglês americano, com sotaque americano, tudo americano. No Brasil, nos pouquíssimos meses de Wizard que fiz na vida, também aprendi inglês americano e por aí vai. Aí, arrumei um bofe britânico, casei com o gato e me mudei pro Reino Unido. Já faz 1 ano e meio que moro na Inglaterra e ainda fico impressionada com o tanto de coisas que aprendo em relação à língua!

Inocente que sou, pensava que a diferença entre os dois “ingleses” era só o sotaque chique e a pronúncia de algumas palavras, mas não é, minha gente! Não se iludam com essa bobagem! É um novo dialeto, uma nova cultura, uma nova vida… e muito bullying sofrido se você chega aqui com sua ginga pseudo-californiana perguntando onde tem uma trash can pra você jogar fora sua can of soda!

Eu trabalho com marketing, então comunicação é fundamental pra minha carreira. Nunca pensei que eu chegaria tão longe sendo estrangeira, mas as coisas foram dando certo com muito suor na testa e calos nas mãos (mentira, só stress mesmo) e não posso reclamar das minhas conquistas. As pessoas sempre me falam que meu inglês é super bom, que isso, que aquilo, mas como dependo de falar e escrever bem para progredir profissionalmente, me cobro muito e sempre quero melhorar.

Quando me mudei pra cá, fiquei super insegura e com medo de não entender o sotaque da galera, de fazer papel de troxa na frente do chefe, de falar alguma palavra errada em apresentações importantes, de não conseguir me expressar, de ser motivo de piada e tudo mais. Eu estava certa de ter esses medos, porque tudo isso já aconteceu comigo, mas e daí?

Me agarrei às pessoas que me admiram por conseguir apresentar coisas técnicas e complexas na minha segunda língua, mesmo com alguns deslizes e me concentrei em aprender cada vez mais. Meus colegas mais próximos sempre me corrigem, meu marido sempre me corrige e eu procuro prestar atenção em tudo que falo errado. Eu procuro só ler livros em inglês e assisto seriados com legendas em inglês para aprender também como se soletram as palavras… e acho que tem ajudado bastante.

MAS o principal desafio é “separar” o inglês americano do inglês britânico! Como nunca mais usei o inglês americano e aqui só falo com britânicos, meu sotaque é meio misturado. Para brasileiros que me ouvem falar, eu “tô super British”, mas para os britânicos, eu sou “super American”! Sofro mó bullying por utilizar palavras americanas e ter um sotaque meio caipira, então resolvi fazer uma listinha de algumas palavras, expressões e dicas que aprendi aqui! Se tiverem mais ideias para adicionarem na lista, só deixar aí nos comentários que eu atualizo a lista.

PRONÚNCIA DE CIDADES/CONDADOS

Além do sotaque sensual do Jude Law, tem algumas coisas importantes sobre o sotaque britânico que você PRECISA aprender.E Eu não tô falando aprender para ficar parecendo brtiânico, mas porque aqui é simplesmente o “jeito certo de falar”.

Se quando pedir água/water, você pedir UÓRER em vez de UÓTAH, ok, todo mundo vai te entender. Se falar BÓROU em vez de BÓTOU, todo mundo vai te endenr… o problema é:

Leicester! Bicester! Worcester! Gloucester!

Edinburgh! Oxfordshire! Worcestershire! Plymouth! Thames!

Me digam… como vocês falariam essas palavras? Eu adivinho:

LAICÉSTER? BICÉSTER? WORCÉSTER? GLAUCÉSTER?

EDIMBURG? OXFORDCHAIRE? PLAIMAUF? THÂMES?

Pois é, negada.  Tudo errado. Se vocês falarem que nesse fim de semana vão me visitar aqui em BICÉSTER, OXFORDCHAIRE, ninguém vai entender ou vão dar uma risadinha básica. Digo por experiência própria :)

O certo é:

  • Leicester = LÉSTA
  • Bicester – BÍSTA
  • Worcester – WÓSTA
  • Gloucester – GLÁUSTA
  • Edinburgh – EDIMBRA
  • Oxfordshire – ÓXFORDSHA
  • Worcestershire (eleita a palavra mais difícil do ingles britânico): WÓSTASHA
  • Plymouth – PLÍMAF (ou com o sonzinho do TH da língua presa em vez do F)
  • Thames – TSÊM (esquece o TH da língua presa nesse caso, porque é com o T seco mesmo, como se seguido por um S)

E a regra segue! Então, se você estiver em Londres passeando pelo Leicester Square, já não vai pagar o mico e falar pra sua amiga: “vamos dar um rolé na LAICESTER SCUÉR”, mas sim na “LESTA SCUÉ”. Arrasou!

JEITO DIFERENTE DE ESCREVER

Algumas palavras significam a mesma coisa no inglês americano e outras no britânico, mas o spelling é diferente! Eu sempre fico em dúvida quando vou escrever e-mails e tudo mais, então fica aqui algumas dicas de palavras usadas com bastante frequencia! Nesse caso, não é ERRADO escrever do jeito americano, mas se você tiver falando com algum British ou fazendo uma apresentação para um público britânico, é legal prestar anteção nessas coisas :)

Palavras terminadas em TER/TRE:

Essas são bem comuns! VOcês vão constantemente ver em placas na rua coisas do tipo “Town Centre” ou no posto de gasolina o preço por “litre@. Ah, aqui você vai sempre ao “theaTRE”, nunca ao “theaTER”. Fica a dica ;)

Plavras terminadas em OR/OUR:

Exemplos:

Palavras terminadas em IZE/ISE ou YSE/YZE:

Essa pra mim é a mais difícil de lembrar! Exemplos:

Palavras teminadas com VOGAL + L no passado:

Meu exemplo favorito ;) :) :)

Outros exemplo: fuel – fuelled – fueled!

Palavras soletradas com vogais duplas:

São palavras que raramente usamos, mas vale guardar a dica :)

Palavras terminads em SE/CE:

Essa tô sofrendo muito agora, pois estou tirando minha driver’s LICENCE e toda vez escrevo LICENSE. Força do hábito! Again, não tá errado, mas quando estou mandando emails para o pessoal do trabalho e meu british boss, prefiro mostrar que tô sabendo das coisas… às vezes ele nem sabe que nos EUA escrevem diferente e vai achar que meu inglês que é zuado :P

E por aí vai… se quiserem ver uma lista bem grande de exemplos, vale a pena olhar essa LISTA AQUI.

Agora, o mais interessante, palavras que significam coisas totalmente diferentes no Reino Unido e nos Estados Unidos ou que são usadas com menos frequência por aqui.

PALAVRAS COM SIGNIFICADOS DIFERENTES

Separei por categoria pra ficar mais fácil ;) Se tiver algo para acrescentar ou tiverem dúvidas, me avisem que eu tento esclarecer!

Comida:

Pela rua:

Outros:

Mais alguns itens pra lista que acho bem diferente:

  • Aqui não se fala “bacharolette party” ou “bachelor party”, falam “hen do” e “stag do”!
  • Raramente ouço dizer “farewell party”, mas sim “leaving do” para despedidas!
  • Para CEP, em vez de pedirem seu “zip code”, os britânicos dizem “post code”.
  • Quando você vai checar sua caixa de correio, você chega sua “post box”, não sua “mail box” como nos EUA!
  • Quando você atravessa a rua no Reino Unido, você atravessa numa “zebra crossing”, não na “crosswalk”

E é isso que lembro até agora, pessoal! Espero que tenham gostado das dicas. Não deixem de compartilhar com seus amigos!

Beijos e até a próxima!

Bia

Vïdeo #1: Como decidi ser Au Pair

video1

Oi gente!

Atendendo a muitos pedidos, resolvi criar um canal no YouTube para o blog e tentar gravar um vídeo da minha carona falando com ela mesma! Confesso que tive muita dificuldade, morri de vergonha, nem parece eu… tô super séria, sem saber se olho pra câmera ou pro vídeo, haha! Enfim, como comentei, foi uma quebra de barreiras e espero conseguir fazer mais e aprender um pouco sobre edição, porque esse ficou bem tosquinho, hehehe!

Continue reading…

Manual Prático da Au Pair

baby reading

Oi meninas!

Já fiz vários posts desse tipo no passado, mas acho que vale a pena tocar no assunto de novo e dar uma reforçada, afinal, são dúvidas que surgem na cabeça de praticamente todo mundo que tá querendo ser Au Pair ou que já tá prestes a embarcar! E como sempre recebo praticamente as mesmas perguntas, pode ser que esse post ajude a esclarecer a maioria delas! Vou continuar respondendo caso a caso por e-mail, pelo Facebook e pelos comentários aqui no blog, não se preocupem que não deixarei ninguém na mão! Essa é só uma forma de reunir todas as dúvidas doidas em um post só e ajudar vocês mais rápido!

Pra não ficar chato, peguei exemplos reais de e-mails e mensagens que recebi desde que comecei o blog e a minha resposta, com a minha opinião sobre os fatos, tá? Lembrem-se que cada caso é um caso e cada pessoa reage de uma forma diferente às diversas situações da vida, então eu conto um pouco de como seria na minha pele e de como foram as minhas próprias experiencias.

Eu vou tentar atualizar esse post sempre que possível com perguntas novas. Se você acha que está faltando alguma coisa e gostaria de incluir, só me falar! Ele já está bem extenso, mas achei melhor assim do que dividir por partes, já que o assunto é praticamente o mesmo!

O mais interessante de analisar entre todos esses e-mails que recebi ao longo dos anos é que as preocupações são muitas e existe de tudo. Impressionante como as pessoas são diferentes, as famílias, a criação, as amizades, os medos… tudo influencia muito! Por isso acho que não existe pergunta boba! Existem coisas que importam muito pra você, mas que podem ser bobagem para outra pessoa, né? Vamos lá!

Continue reading…

Visitando a host family depois de 2 anos e despedida :( #fim

Nunca publiquei foto e nem nome das minhas kids aqui, sempre preservei a privacidade deles, mas essa eu não podia deixar de publicar! Olha que coisa mais fofa o cartaz que ela e a Bi me receberam na estação! Shuttle para Bia! É pra deixar qualquer um com cara de bobo, né? Duas lindas :)

Oi, gente bonita!

Voltei com as novidades dessa vida bandida! (rimou) Esse post vai ficar gigantesco, preparem-se e sentem-se confortavelmente!

Não terminei de contar pra vocês da viagem, né? Pois bem… depois do noivado bombástico que vocês acompanharam, já tive que me despedir do Thomas no dia seguinte, depois de 18 dias juntos 24h por dia! Que difícil! Como assim coloca um anel no meu dedo e vai embora? :(

Pois é! Para quem insiste em dizer que minha vida parece um conto de fadas, vocês me desculpem, mas nunca vi conto de fadas em que o príncipe chega no cavalo branco, pede a princesa em casamento e vaza! Mas ok, não é culpa de Thominhas! Ele tinha que voltar  pra trabalhar, né. Eu chorei bastante no aeroporto, mas o clima de tristeza acabou rapidinho quando me dei conta que perdi meu celular, hahahaha! A tristeza virou desespero e, quando achei o celular (na loja da Harley-Davidson, onde comprei um travesseiro de viagem), já era hora de a gente dar tchau de vez!

Eu sabia que o Thomas viria pro Brasil em 4 meses, então fiquei mais tranquila, pois difícil mesmo é quando nos despedimos sem saber quando vamos nos ver de novo! Mas faz teeempo que isso não acontee, grazadeus! E eu, como ainda  tinha alguns dias de férias sobrando, tava sentindo um mix de tristeza por dar tchau, mas muita empolgação, pois iria ver minhas kids depois de tanto tempo!

Continue reading…

Quero ser Au Pair, mas não gosto de crianças. O que fazer?

Super Why and The Super Readers! Meu desenho favorito!!!

Dando uma pausa nas postagens sobre minha viagem pra Califórnia (é sábado, gente!!!) e computador quebrado, aqui vai um post sobre um assunto que comecei há bastante tempo, mas dei uma atualizada e só consegui terminar agora (do computador do paizão, hehehe)!

Já recebi diversas mensagens de meninas com a seguinte dúvida: “quero fazer Au Pair, pois é um dos únicos programas de intercâmbio que tenho condições de pagar, mas não tenho jeito com criança! Ainda assim, acho que vale a pena tentar para poder viver uma experiência lá fora. O que você acha?”

Recebi um comentário aqui no blog parecido com esse semana passada e resolvi retomar o assunto e escrever sobre isso, pois parece ser algo bem comum entre algumas meninas que me enviam e-mails, mensagens etc.

Primeiramente, gostaria de lembrar que essa é minha opinião pessoal e que pode ser diferente da realidade de outras pessoas. Mas já que sempre me perguntam, lá vai:

CLIQUE AQUI para continuar lendo o post!

FAQ #2: Como dirigir nos EUA e o que fazer com os “deer”?

Deers curtindo um passeio na neve.

Ladies and Gentlemen! Como tá o feriadão? Pelo trânsito que vi na TV, devo ser a única pessoa que tá curtindo o feriado + fim de semana em casa, mas ok, gosto disso… vocês na piscina/mar = eu no chuveiro! #pobre

Quero muito levar essa série de posts de perguntas e respostas a sério! Criei até um menuzinho ali do lado ————–> para deixar tudo separadinho, assim os posts não se perdem no meio dos outros! Sugestão da minha querida Paty Waetge :) Espero que ajude!

Tava pensando em algumas perguntas legais para colocar aqui, aí lembrei da época que eu escrevia para o blog do Embaixador STB… eu falava muito mais sobre dicas e viagens lá do que nesse blog aqui, que eu reservava para os desabafos e fofocas quentíssimas, como vocês já devem ter percebido. PORTANTO, como minha cabeça tá com preguiça de pensar, resolvi “resgatar” alguns dos posts com dicas e reproduzir aqui, só que mais atualizados. São textos de minha autoria mesmo, então, não é plágio! Hahauahuahua!

Eu sei que tem um MONTEEE de outras dúvidas rolando soltas, então, por favor, não fiquem ansiosas se eu não postar aqui no blog logo de cara… deixem as outras dúvidas aqui nos comentários que eu também respondo, tá? :)

Vamos lá:

Clique aqui para ler o babado completo!

O tal do POF e do OkCupid

Se você está pensando em ser Au Pair, com certeza já deve ter começado a bisbilhotar por aí e já deve ter ouvido falar dos famosos sites de relacionamento americanos onde a Aupérzada adooooora paquerar os carinhas, arrumar uns dates, alguém pra pagar uns #bonsdrinks porque o salário é triste, matar a carência ou, sei lá, arriscar um green card. Tem de tudo!

Tem menina que faz cadastro nos sites antes mesmo de chegar nos EUA pra já dar aquela aquecida na lista de contatos e ter certeza de que não ficará forever alone lá, hahahaha! GENTE, tem cada história por aí que me faz chorar de rir ou chorar de tristeza mesmo, porque esses americanos, minha gente… são fim de carreira. Sorte de quem arruma uma exceçãozinha, pois a maioria é trash e já explicarei o porquê.

Clique aqui para ler o babado completo!

FAQ #1: O primeiro FAQ de uma pergunta só.

Rélôu, pipou!

Não tive aula na faculdade hoje e, adivinhem só… tive algumas horas livres no dia para poder me dedicar ao blog, considerando que boa parte dos meus trabalhos a serem entregues estão em dia! Parece um sonho :)

Decidi criar uma série de posts com perguntas frequentes que recebo sobre o mundo Au Pair para aliviar um pouco o desespero de quem está cheio de dúvidas e, também, minha caixa de e-mail que está bombando, hahahaha!

Como eu sei que tem muita gente que lê meu blog mais pelas histórias e fofocas do que para sanar dúvidas sobre o programa, principalmente as meninas que já viveram essa experiência e só querem relembrar, vou fazer uns posts meio misturebas, sem um tema específico, assim não fica tão chato, agrada a todos e ainda fica mais fácil para eu organizar as perguntas que recebo, pode ser? Conforme eu for respondendo as perguntas, vou contando uns casos que aconteceram comigo para exemplificar e tal… espero que assim a coisa flua mais naturalmente! Não suporto escrever post sobre um tema só! Gosto de escrever como se estivesse conversando numa mesa de bar, sabe? Uma hora você tá contando pra sua amiga que tá fazendo uma dieta su-ces-so que emagrece e dá pra comer de tudo e 15 min depois tá dando receita de milk shake maravilha que é a melhor companhia para um domingo chuvoso… bem bagunçado mesmo!

Continue reading…

Timeline Auperiana

DSC06173

Gente, são 2 e meia da tarde de uma sexta e tô aqui, toda trabalhada no pijamão, curtindo o feriado prolongado, cheia de coisas da faculdade pra terminar, mas prefiro enrolar e fazer um pouco por dia, aproveitando que não é sempre que temos um 4-day weekend, né? Ou, como os britânicos falam (aprendi ontem com o gato), BANK HOLIDAY. Anotem aí… vocês começarão a ter aulas de inglês britânico em breve, hahahaha!

Tô inspirada em voltar a escrever assiduamente nesse blog, mas sei que essa empolgação diminuirá quando a segunda-feira chegar junto com a vida real.

Enfim… neste ócio em que me encontro, tive a ideia de fazer um post pra sanar as zilhares de dúvidas semelhantes que recebo por e-mail, Facebook, comentários etc! É o seguinte: Decidi montar pra vocês uma linha do tempo da minha vida como Au Pair! Sei que parece meio boring falando assim, mas acho que vai ser legal, pois recebo MUITOS, mas MUITOS e-mails de meninas perguntando quando tempo demorei pra falar com uma família, que mês é melhor tirar férias, em quanto tempo fiquei com o application online, fora as dúvidas sobre a minha vida pessoal e as fofocas, que são maioria hahahahaha! Suas espertinhas!!!

Continue reading…

Como contei pra host family que eu iria embora antes da hora

Depois do gigantesco capítulo de novela que contei no post anterior, tá na hora de voltar pra realidade!

Como a maioria de vocês sabem, eu abandonei a vida de Au Pair e voltei pro Brasil um pouco antes da hora por vários motivos que listei aqui. Apesar de eu ter voltado só 1 mês e meio antes (quando completei 1 ano e 4 meses), não foi nada fácil falar pra minha host mom! Foi mais um desafio gigante que tive que passar na minha vida auperiana super hardcore. Fiquei com dor de barriga do dia em que decidi que iria embora até o dia em que conversamos de verdade, cara-a-cara.

Eu decidi que não falaria nada sobre eu trabalhar demais, sobre o carro e sobre minha carta de motorista. O carro e a carta, na verdade, nem eram motivos tão relevantes, mas me levaram a repensar se valia a pena ficar lá correndo riscos e completamente dependente de caronas, considerando que eu morava no meio do nada.

E sobre trabalhar demais, eu já havia conversado com eles outras vezes, que não levaram em consideração nada do que eu falei e até chegaram a dizer que eu reclamava de barriga cheia. Como já comentei, tudo que eu fiz e aguentei foi exclusivamente por causa das crianças.

Continue reading…

Novidades e o desafio do coconut

coco

Oi, minha gente!

Não tenho muita coisa pra contar, então esse post não será tão enorme quanto costuma ser!

Esse fim de semana que passou foi St. Patrick’s Day aqui, quer dizer, foi lá na Irlanda, mas o povo comemora aqui nos EUA também! Passei com a Kainara, com o mino dela e com o amigo mega nerd do mino dela! Tinha tudo pra ser um desastre, mas nada como sua melhor amiga presente e várias cervejas verdes por preço de banana (quero dizer, preço de 10 cachos de banana, pois aqui cerveja não fica barata nem quando tá mais barata).

Acabei de escrever um post bem legal sobre o St. Patrick’s Day pro blog do STB, deve ir ao ar em breve! Se calhar de eu atualizar esse blog aqui, aviso vocês! Adivinhem… tem fotos! Pois é, sei que não posto fotos nesse blog porque dá muito trabalho de selecionar o que quero compartilhar! Aí já me toma um tempo que eu não tenho… então peço que se contentem com as fotos que eu posto lá no STB que são bem legais, com as esporádicas que posto no Twitter ou para os phynos como eu que tem iPhone (mesmo que véio e com a tela rachada), também posto coisinhas lá no Instagram! Minha conta é fechada, mas eu acabo autorizando todo mundo que não tem cara de estuprador!!! Mas só para dar uma água na boca (quem vê pensa que esse post é tipo um episódio de Grey’s Anatomy né… super esperado)… tá aí uma foto procês da gente gata e bêbada de verde:

Continue reading…

Aparecendo de vez em quando

Acho que vocês nem acreditam mais em mim quando falo que vou atualizar o blog em breve, né? Não precisam acreditar, porque acho que quanto mais eu prometo isso, mais difícil fica!

Eu sumo por tanto tempo e acumulo tanta história pra contar que dá até preguiça… quem sabe num dia que faltar assunto eu conto tudo com mais detalhes, né. Fica difícil. Há 2 semanas fui com amigas passar um fim de semana em Atlantic City em NJ (uma cidade conhecida como mini Vegas por causa dos cassinos, baladas e hotéis) e aconteceu tanta coisa bizarra que minhas amigas sempre falavam: “Bia, essa história vai ter que ir pro seu blog!!!” Aí eu prometia: “Claaaaro, semana que vem tá lá…” E cadê, né???

Mas fico feliz que a maioria de vocês entendem a correria da minha vida e que simplesmente não consigo dedicar todo o meu tempo livre ao meu blog! Eu preciso tomar conta de outros hobbies e me divertir de outras maneiras, senão ficarei meio entediada. Estou indo pra academia uma noite por semana apenas, 2 noites da semana trabalho com os textos pro blog do STB, outra noite da semana eu trabalho à noite como Au Pair mesmo e de sexta à noite faço qualquer coisa que dê vontade, geralmente é sair com as amigas ou ficar horas conversando com meu namorado no Skype, afinal também sou filha de meu deus e mereço esfriar a cabeça. Aí esse blog, pobrezinho, fica para minhas raras noites de inspiração em que sinto que preciso desabafar… ou que preciso fazer algo para meus leitores continuarem a gostar de mim :)

Enfim, people! Vamos às notícias de mim mesma…

Continue reading…

Reclamando de bom humor

Acordei com o maior mau humor da terra, mas terminei o dia com um bom humor inexplicável, mesmo que hoje eu tenha mil motivos para estar p. da vida.

Vou começar reclamando para terminar o post de um jeito mais alegre, pode ser?

CÊIS NUM ACREDITA no que minha fofa fez ontem. Eu estava preparando a mamadeira dos meus babies (que já estavam dormindo), ela passa na cozinha e diz: “Beatriz, amanhã (que é hoje, quinta-feira) vou sair com minhas girlfriends umas 7 horas e queria que, enquanto eu estiver fora, você fique observando a babá eletrônica porque os pequenos estarão dormindo… aí para os maiores você bota um filme na TV, faz uma pipoca e entre 8h30 e 9 horas coloque eles para dormir”. (Quem vê pensa que é tão simples assim…)

Aí eu, super sem reação, falei “Ok”.

Continue reading…

Notícias!

Oi, gente! Tô passando aqui rapidinho pra agradecer MUITO, MUITO, mas MUITO mesmo os zilhões de comentários que recebi no post de ontem me desejando altas coisas lindas, só palavras positivas e tudo mais. Ainda não aprovei e não respondi porque não deu tempo, mas li TODOS! Vocês não tem ideia do quanto isso fez diferença no meu dia! Por isso que eu amo esse blog! Não importa se escrevo coisa boa ou ruim, triste ou feliz, os comentários sempre me deixam alegre :)

De coração, agradeço muito, pois sei que foi tudo muito sincero e desejo o bem em dobro procêis tudo!!!

Aproveitando que vim postar hoje, vou dar notícias:

Continue reading…

Quiqui tá rolando, Beatriz?

Cheguei!!! Eu disse que voltaria essa semana, minha gente! Aqui estou… plena segunda-feira pra atualizar vocês dos mais empolgantes (ou não) acontecimentos dessa minha doce (ou não) vida auperiana!

Fiquei feliz com os comentários positivos no post anterior em que a Paty contou um pouquinho da história dela aqui! Muito bom saber que tem gente que se dá bem antes e depois dessa experiência mucho loca, né? Foquem nessas coisas boas, pessoal. Façam o que eu digo, não o que eu faço… pois essa pessoa que vos fala agora está num negativismo que PELAMOR! Sai pra lá, mermão!!!

Continue reading…

E depois da vida de Au Pair… o que acontece com a gente?

Bão, meu povo! Essa semana foi um inferno pra mim, por isso só consegui postar uma vez! Mas para que a sexta-feira não passe em branco, tá aí um post mais do que especial (e importante) pra vocês lerem!

Deixa eu explicar: a Paty Waetge é leitora aqui do meu blog (uma das minhas favoritas, adoro os comentários sábios que ela faz!) e entrou em contato comigo há algum tempo contando sua história, que eu achei muito interessante. A Paty é ex-Au Pair, já passou por essa experiência doida e tem muita história pra contar.

Continue reading…

Pois é, fui parar na Europa!

Oi, gente! Tô de volta!

Muito obrigada por não terem abandonado o blog mesmo com a minha ausência! Fiquei super feliz com os comentários e tentei responder todos da melhor maneira possível, espero que tenha sido suficiente! Gostaria de ajudar todo mundo com as dúvidas, mas não tenho muito tempo de caprichar em todos os comments, espero que entendam, mas faço o melhor que posso! Ah, às vezes eu demoro pra responder, mas tenha certeza que se você comentou aqui, uma hora será respondido :) Eu garanto que não pulo ninguém, a não ser comentários bobinhos dizendo que sou metida a celebridade, patricinha, feia e que tenho um ego enorme! Tem uns que dá até vontade de responder, mas aí prefiro gastar meu tempo com quem comenta coisas mais úteis (a maioria, graças ao bão geezus)! Enfim, muito obrigada, só continuo esse blog porque meus leitores são tão fiéis que me sinto até mal quando paro de escrever! Chega de blablabla e vamos à fofocaiada que eu sei que é nisso que cêis tão interessados:

Primeiro de tudo: O MOTIVO DO MEU SUMIÇO…

Continue reading…

Sem título porque tô com pressa

Gente, tô viva e não desisti do blog!

Acabei de voltar das minhas férias, por isso dei uma sumida! E agora minha rotina aqui tá um inferno de novo. Pra piorar, hoje vou ter que ir pra Long Island em NY fazer aquele curso de história da moda e da música americana pra poder completar meus créditos. Super nice. NOT.

Não, não estou animada, queria ficar aqui pra ver minhas amigas e contar os bafos, ainda mais porque mesmo que eu tenha aula o fim de semana todo e tenha que me virar pra ir pra NY, minha fofa me botou pra trabalhar hoje depois de um playdate INFERNAL com 15 crianças ontem aqui em casa, não vai nem dar tempo de tomar banho, que ódio mortal.

Enfim, tô só o pó da rabiola tentando recuperar o jet lag… mas semana que vem (ou se tiver wifi no campus onde vou fazer o curso) volto com uns textos gigantes pra contar procêis as novidades mais quentinhas.

Obrigada pela coolaboração de todas! Beijo e bom fim de semana!

Ah, só mais uma coisa meio chata: vi por aí gente copiando os textos do meu blog e postando em Facebook e sei lá mais onde como se fossem os próprios autores! No começo fiquei meio chateada, mas depois até achei graça! Não que eu escreva poemas ou qualquer coisa artística que precise de direitos autoras mais restritos, mas tô super querendo saber porque copiam meus textos e fingem que nem perceberam que fui eu que escrevi, hahahaha Just wondering!!! Isso nunca aconteceu antes, achei engraçado.

Beijo de novo!